Vídeo-aula: Sorteio no Facebook usando shell script

★ Lista de episódios da série Tela Preta: 1 2 3 4 5 6 7 8 9

Mês passado sorteei dois exemplares do meu livro Shell Script Profissional para comemorar o seu 5º aniversário. Um foi sorteado no Facebook e outro no Twitter.

Usei shell script para sortear os ganhadores, pois pra mim isso é mais rápido e fácil do que ficar pesquisando ferramentas que façam isso. E já que o sorteio era de um livro de shell script, nada mais apropriado, não?

Só depois que eu já tinha feito o sorteio vi este tuíte do @codagnoni perguntando se eu iria gravar um vídeo do processo. Pena que não vi antes, teria sido bacana mesmo gravar o sorteio “ao vivo”.

Mas, seguindo a filosofia do “antes tarde do que nunca”, dias atrás repeti os passos, fazendo um sorteio fictício e gravei um vídeo mostrando todo o procedimento:

(Já sabe né: veja em HD e TELA CHEIA!)

No sorteio original eu usei a zzlinha (das Funções ZZ) para escolher uma linha aleatória na lista de participantes. Rápido e fácil. Porém, no vídeo, decidi fazer tudo na mão, usando $RANDOM e o sed para extrair a linha aleatória. Mas fica o recado: ZZ é bom e poupa tempo :)

Você já tinha visto os vídeos anteriores que eu fiz na linha de comando?

Se sim, vai notar que este traz algumas novidades:

  • Fundo mais escuro — O verde berrante que eu gosto de usar (que é a cor da minha mesa de trabalho) fica muito brilhante em volta da tela preta do terminal, cansa a vista. Então agora mudei pra um verde mais escuro e sóbrio, ok?
  • 1080p HD — Chutei o balde e gravei a tela toda, com seus gloriosos 1920×1080 pixels. Foi uma ótima experiência ver o vídeo em tela cheia na TV da sala, com os caracteres da linha de comando bem grandes e legíveis, recomendo!
  • Legendas — Coloquei uma legenda em português, com a transcrição completa das minhas falas. É só apertar o botão no player do YouTube. Por isso deixei aquele espaço vazio na parte de baixo do vídeo. É útil pra quem tem problemas de audição, quem não pode habilitar o som ou quem detesta a minha voz :) Nunca tinha feito legendas antes, achei que era fácil mas dá um trabalhão! Ia fazer a versão resumida em inglês mas deu preguiça.
  • Prompt novo — Já tentei alguns formatos diferentes de prompt nos vídeos anteriores, mas acho que agora consegui criar um que é ideal para esse tipo de vídeoaula na linha de comando. O prompt agora é colorido (verde, é claro) para se destacar do texto normal (cinza), e conta com uma linha separadora (usando hífens) deixando bem claro onde começa e termina cada comando e seu resultado. Deixe um comentário com sua opinião sobre esse prompt!
  • Locução pausada — Como eu sabia que depois ia ter que legendar o vídeo, me policiei pra não sair tagarelando sem parar, como geralmente faço. Tentei falar num ritmo mais normal, moderado. Não foi um sucesso completo, mas descobri que faz MUITA diferença uma pequena pausa, de um segundo que seja, para organizar a frase na cabeça antes de falar. O resultado foi frases mais coerentes e menos “ãhn”, “mmmm”, “é…”, cortes abruptos, etc.

Também mudei meu esquema de gravação. Antes usava o Snapz Pro X para gravar a tela (ou um pedaço dela) usando minha conta de usuário local. Agora criei um usuário novo “video”, com o desktop limpo, terminal já com as fontes enormes, com o prompt novo e tudo mais, e usei o próprio Quicktime do Mac para gravar a tela. Espero que eu consiga gravar vídeos mais frequentemente, agora que tudo já está ajeitado para começar a gravar.

Mas enfim, ninguém está lendo até aqui de qualquer forma, né? Estou falando com as paredes sobre particularidades entediantes de meu processo de gravação que ninguém tem o mínimo interesse em saber. Mas tá, mesmo que eu esteja falando sozinho, é uma forma válida de descarrego. A psicologia está aí para provar que funciona :)

— EOF —

Gostou desse texto? Aqui tem mais.

comments powered by Disqus