II Encontro Nacional LinuxChix-BR

1 e 2 de maio de 2004, São Paulo - SP

Convidado pela amiga Sulamita a participar do evento, fui para São Paulo dar a palestra de desenvolvedor no encontro das LinuxChix.

Mais uma vez, um descontraído encontro com os amigos e o prazer de participar de um evento de nerds para nerds.

Um obrigado à Sula pela oportunidade, ao RootSh e ao gar0t0 pelas caronas, e aos amigos pela camaradagem e apoio.

Alguns Links

A Viagem de Ida

Saída marcada de Curitiba para sexta à meia-noite, fui até a Rodoferroviária para pegar o ônibus. A Sula já tinha pago em São Paulo, mas deu algum piripaque nos trâmites e ao chegar no balcão da Cometa ninguém sabia de passagem nenhuma...

Alguns telefonemas feitos e nada resolvido, a passagem ficou num limbo que ninguém encontrou, então tive que comprar outra passagem para o ônibus das 00:20, convencional. Como sou alto e banco são feitos para os medianos, passei a noite me virando de um lado pra outro sem caber direito, e isso que pude usar os dois bancos! Também não levei travesseiro nem blusa quente, então foi uma looooonga noite de frio e sono picotado...

Mas tudo bem, foram só seis horas :) Encontrei o Santos, o Gondim e o Ramoni na rodoviária, vindos do Rio, e pegamos o metrô. Encontramos o RootSh na estação Paraíso e ele nos levou até o Hotel Real Paulista. Deu tempo de tomarmos o café da manhã com tranquilidade, e depois ir para o evento.

Peculiaridade: pia, espelho e tomada dentro do box do chuveiro!

O dia foi bem descontraído, (re)encontrando vários amigos, batendo papo, assistindo às palestras, aquele social massa.

01.Mai.2004 ::: Experiências de um Desenvolvedor de Software Livre

Às 16:00 a minha palestra começou. O auditório estava cheio, e assim como na última palestra da UFPR que tinha bastante gente, deu um nervosismo nos primeiros 30 segundos, com direito e tremedeira no microfone e tudo mais :)

Não houve uma contagem precisa, mas depois conversando com o pessoal, estimamos que devia ter um total de 200 pessoas no momento de lotação máxima do auditório, show de bola! Então bati o recorde antigo de 150.

O previsto eram duas horas de falatório, mas como era a última palestra do dia e não tinha hora certa para fechar o auditório, avisei o pessoal que ia ser loooooooonga e durou pouco mais de três horas. Como eu sempre aviso, eu me empolgo falando e aí já viu... :)

Já ministrei algumas vezes esse tema, mas dessa vez a palestra saiu mais "recheada", pois eu consegui lembrar de bastante detalhes e histórias. Também foi diferente pois na platéia a maioria eram nerds já familiarizados com o Linux e Software Livre, então o nível foi alto.

Um detalhe muito interessante foi que toda a palestra foi filmada! Estou desde já salivando e esfregando as mãos, doido para ver minha própria palestra... Nunca vi.

No final, foi sorteado o livro do Linus, "Só por prazer" e uma apostila minha de Programação em Shell Script. O sorteio foi diferente, usando o prompt do Linux e a variável $RANDOM para gerar um número aleatório de 4 digítos, e ganhava quem apresentasse um papel com a sequência de números impressa. O primeiro achou o número no telefone 0800 de uma fatura e o segundo num código do comprovante do pagamento do almoço com o Visa Electron. Foi engraçado ver todos esvaziarem as carteiras, deixando vários papeizinhos abertos nas coxas :)

Fiquei bastante emocionado com os aplausos no final, que se estenderam por vários segundos, com pessoas em pé, outras assobiando, outras batendo na cadeira de madeira, senti que o pessoal realmente gostou das minhas historinhas. Isso foi muito gratificante. Valeu mesmo.

Aleatoriedades

  • Depois da palestra fomos para uma pizzaria, se entupir de comida e falar de coisas nerds durante horas. Depois o pessoal ainda foi para a balada, numa cachaçaria ou algo assim, mas eu como estava sem dormir e cansado da palestra, fui dormir.

  • Dividi o quarto com o Julio Neves (livro de Shell), agora já posso falar por aí que "dormi com o Julio" hehehehe

  • Me pediram para tirar fotos, autografar o guia de Expressões Regulares e conheci várias pessoas que já tinham visitado minha página ou usado alguns de meus programas. É constrangedor de admitir, mas acho que realmente estou virando pop &;)

  • A viagem de volta foi Classe A, na parte vip do ônibus de dois andares, com espaço, poltrona que vira quase uma cama, TV com filme, ar condicionado, travesseiro, coberta, água... Vou me acostumar mal desse jeito.

  • Quero deixar registrado aqui os nomes dos camaradas que encontrei (e consegui lembrar agora): Sula, Lucas, Santos, Gondim, Ramoni, Julio, Léo, Root, Garoto, Caio, Priscila, Piter Punk, Márcio, Ralf, Toledo, Claudinei, Blanes, Sobral, Spy, Renata, Paulo Cubo-Mágico, Acme, Covolo, Indiox, Rafael.

A comunidade do Software Livre é mesmo muito bacana. Longa vida a ela!

Sobral, eu, Sula, Julio, Léo

Piter Punk, eu, Santos

Márcio, Ralf, Lucas, eu, Toledo

Gondim, Ramoni, Indiox, Santos, eu

Alunos do Centro Público de Formação Profissional em Tecnologia da Informação em Software Livre de Santo Andre - SP (ufa!)

Nerds e seus computadores

Galera no boteco comendo uma pizza

— EOF —

Gostou desse texto? Aqui tem mais.

comments powered by Disqus