Suporte para notebook 13" feito com cano de PVC

O projeto original eu achei neste site, porém usei medidas menores nos pedaços de cano, para que ficasse um suporte bem pequeno, sob medida para meu MacBook 13.3" de 2007.

Eu gastei R$ 3,87 para comprar todas as peças de PVC. Cano é muito barato! Não é o suporte mais lindo do mundo, mas pô, custou menos de 5 pilas, vai. Preço imbatível.

Estou usando este suporte há uma semana e estou satisfeito. A tela do notebook ficou bem alta, na altura dos meus olhos, ficou mais confortável. E a ponta do cano que sobra na frente ainda pode servir de porta-caneta ;)

Compre as peças

  • Vá numa loja de materiais de construção que é mais barato. Em lojas de 1,99 é mais caro.
  • Confira se todas as peças são do mesmo tamanho (20mm) e se encaixam bem.
  • Compre tudo da mesma cor e marca, para ficar uniforme.
  • Um metro de cano dá e sobra.

Corte e monte

Com as peças na mão, basta usar a serrinha amarela para cortar o cano em pedaços. Não se preocupe, não precisa fazer muita força, é bem fácil serrar o PVC. Mesmo quem nunca usou a serriha consegue. Mas fique esperto(a) que faz sujeira.

Dica: Se o seu notebook é de 15 polegadas, use as medidas do projeto original: 25cm, 20cm e 10cm.

Cano cortado, é só encaixar as peças. Faça força para que elas encaixem bem firmes. Não precisa colar!

Serve para o iPad!

Se juntar as duas pontas da frente, o seu maravilhoso suporte de canos serve também como um suporte para iPad, esteja ele deitado ou em pé. Fica feio, tosco e brega. Mas na necessidade, serve :)

Outro modelo de suporte PVC

Este é um outro formato de suporte com canos de PVC, que usa praticamente as mesmas peças deste, com a diferença de o cano da base ficar inclinado. Eu fiquei com a impressão que este não seria tão estável, mas é uma questão de gosto. O site SuperZiper ensina como fazer.

E o seu?

Vai fazer um também? Depois de pronto deixe um comentário aqui, com o link para as fotos. Aí ajuda na inspiração de quem for fazer também :)

— EOF —

Gostou desse texto? Aqui tem mais.

comments powered by Disqus