Seguem os relatos de shows de punkrock/hardcore que presenciei em Curitiba de 1998 a 2001.

Nessa época eu também tocava nas bandas DUMBS, SCARECROW e NO SNACKS, então em alguns shows eu estava "do outro lado", no palco.

21 Nov 2001 vintage NO SNACKS, SELF DEFENSE e PELEBRÓI NÃO SEI!
27 Jul 2001 92° NO SNACKS, EUFORIA, A-OK e NOÇÃO DE NADA(rj)
26 Mai 2001 Balneário Camboriu-SC NO LOVE, DHEMENTES, DUMBS, ???
29 Abr 2001 UFPR (ed. física) VALETA, KROPSY
08 Abr 2001 92° GALLAGUNZ, JUREMAS(bh), KOZMIC GORILLAS, TRI DUX(sp)
26 Ago 2000 café beatnick PELEBROI NÃO SEI, UZÔMI(rj), BLOOD FROM WOUND(rj) e NEGATIVE CONTROL(sp)
20 Ago 2000 memorial SUGAR KANE, DEAD FISH e SHELTER
19 Ago 2000 café beatnick CAPHOFO, SCARECROW, DEXTER SPEECH e VOICES
05 Ago 2000 92° NO MILK TODAY, OS CATALÉPTICOS e OLHO SECO
04 Ago 2000 bills ORCS, SCARECROW, RATCIDA, ILLBRED (paranaguá)
07 Jul 2000 92° SCARECROW, DIRTY ???, SARA 5.7.2, NO SNACKS e ORCS
30 Jun 2000 café beatnick REPELENTES, SARNENTOS e STUKAS LAZY
24 Jun 2000 café beatnick MALDITOS ÁCAROS DO MICROCOSMOS, MATANZA(rj) e PELEBROI NÃO SEI
17 Jun 2000 dce ufpr DEXTER SPEECH, STN, SCARECROW, VOICES e ANÕES DE JARDIM
04 Jun 2000 92° SPUNK THE MONKEY, XXX 4TEENS, SCARECROW e SARA 5.7.2
25 Mai 2000 estação RESIST CONTROL, GARAGE FUZZ, OS CATALÉPTICOS e G.B.H.
13 Mai 2000 92° BAN TEST TREATY, ANõES DE JARDIM e AÇÃO DIRETA
06 Mai 2000 pier hd NITROMINDS, NECROTÉRIO, OS CATALÉPTICOS e RATOS DE PORÃO
12 Dez 1999 café beatnick CAPHOFO, JOE NOBODY, SOCIEDADE OPOSTA, BANKS, THE JERKS, DUMBS, JASON(rj)
10 Dez 1999 pinheirinho shopping OVERLOAD, WHEREVER, TROLLS, W.C., ARSENAL, SCARECROW e DUMBS
04 Dez 1999 dce ufpr VOICES, ATOMIC BURP, DUMBS e RUSSIAN SCHOOL OF BALLET
21 Nov 1999 café beatnick ANTI-KAOS, ATOMIC BURP, DUMBS, CYBERGUM, MALDITOS ÁCAROS DO MICROCOSMOS, SUGAR KANE, KROPSY, SPUNK THE MONKEY, BOOBARELLAS, XXX 4TEENS, ANIMAL BOYS, PELEBROI NÃO SEI
14 Nov 1999 café beatnick NATASAT, STN, PELEBROI NÃO SEI e NEGATIVE CONTROL
15 Out 1999 dce ufpr S.A.M., ANTI-KAOS, ATOMIC BURP e DUMBS
08 Out 1999 92° LOADED, MALDITOS ÁCAROS DO MICROCOSMOS, STANLEY DIX, PELEBROI NÃO SEI
02 Out 1999 climber way ???, EX-CAMA, SCARECROW e DUMBS
25 Set 1999 qg RATCIDA, MAL KRIADOS, PELEBROI NÃO SEI e CÓLERA
18 Set 1999 92° PULLOVER e NOÇÃO DE NADA
17 Set 1999 café beatnick EXCEPCIONAIS, ANTI-KAOS, ATOMIC BURP e DUMBS
11 Set 1999 dce ufpr PELEBROI NÃO SEI, BOOBARELLAS, CONFUSION, STUKAS LAZY, DUMBS e SARNENTOS
10 Set 1999 qg STN, SCARECROW e DIRTS
28 Ago 1999 café beatnick SUGAR KANE, ATOMIC BURP, REALSUB e GARAGE FUZZ
28 Ago 1999 climber way SCARECROW, NEOLÍTICOS e NO CROWD
27 Ago 1999 café beatnick BOOBARELLAS, KROPSE e STUKAS LAZY
14 Ago 1999 café beatnick GROTESCO, DUMBS, XXX, ACABOU LA TEQUILA (RJ)
26 Jun 1999 café beatnick WHIR, REALIDADE SUBURBANA, SCARECROW e SCAPE GOAT
06 Jun 1999 qg SCAPE GOAT, SCARECROW, NO CROWD, EX-CAMA
29 Mai 1999 café beatnick U.T.I, RATCIDA, SARNENTOS
21 Mai 1999 qg STANLEY DIX, PELEBROI NÃO SEI, OKOTO(sp)
24 Jul 1998 toscos SILLY COW, MILHOUSE(rj), ACK(rj), THE JERKS
28 Mai 1998 studio1250 NO MILK TODAY, ANÕES DE JARDIM e LAGWAGON(eua)

21 Nov 2001 - vintage - NO SNACKS, SELF DEFENSE e PELEBRÓI NÃO SEI!

putz, eu demorei 20 dias pra fazer essa resenha e agora já esqueci tudo... bem, vamos ver o que sai. pra começar, nunca tinha ido nesse tal de vintage, mas curti pra caralho! altas paradas antigas que eu acho massa, telefone, câmeras, televisão, tudo fazendo parte da decoração. o palco é grande e tem um carro cortado no meio em cima dele. massa. esse foi o show de "estréia" deste que escreve na batera do NO SNACKS. só rolaram 3 ensaios com a banda e precisei da minha super cola (um papel rabiscado) pra lembrar direito das músicas. pô foi massa, eu curti. a batera era um lixo, mas o som estava bom, nem errei tanto quanto esperava e tudo correu bem. gostei de fazer show com a banda nova, que venham os próximos! depois de nós vieram os SELF DEFENSE do meu camarada virtual venâncio. pô, eu tinha ouvido só os mp3 e já tinha curtido, mas ao vivo é muito massa, todas as músicas ficaram mais rápidas. destaque pro vocal e sua performance estilo eu-não-vou-ficar-parado. hahaha, o skazinho ficou massa! "ainda...". só achei palha que batera está fazendo bumbo duplo contínuo (tipo heavy metal) em quase todas as músicas, aí cansa... pra fechar os PELEBROI. o que se espera do show dos caras estava lá, então foi tudo tranqüilo. quebradeira, palhaçadas do vocalista, a diversão de sempre. eu achei palha que tem umas músicas novas que ficam pirando muito no instrumental e são compriiiiiiidas. palha. mas a do fantasminha detona &:) pena que não tocaram a música que toca no rádio, do "agora que eu lavo a roupa, você me deixou" ou coisa assim, eu gosto dela. argh, não lembro de mais nada.

27 Jul 2001 - 92° - NO SNACKS, EUFORIA, A-OK e NOÇÃO DE NADA(rj)

pô, fazia uma carinha que eu não ia no 92! tá de palco em lugar novo e tal... ficou massinha, dá pra ver o batera mais de perto. pra começar com estresse, por motivos bizarros o NO SNACKS não tocou porque passou o tempo deles. fazeroquê... aí entrou o EUFORIA a banda do guiga que antes tocava com a gente no SCARECROW. eu curti. o som é tipo F2F, bem melódico. o palha foi que eles não agitaram muito no palco. rolou um cover do LAGWAGON. depois veio o A-OK. eu só tinha ouvido os mp3 e tinha gostado, e gostei mais ainda de ver os caras ao vivo. o vocal realmente passa emoção no palco, apesar do estilo da voz ser meio cansativo (repetitivo). achei que faltou mais agito nos outros caras da banda também. mas fora isso estava 10, os caras sabem fazer umas músicas empolgantes. ah! rolou a toda-banda-toca-essa linoleum do NOFX. aí pra fechar o NOÇÃO. eu sou fã dos caras e não abro. foi showzaço, o de sempre: batera detonando, o baixista também fazendo um show à parte com seu estilo e o guitarra dando uns pulos massa. só o integrante novo que estava meio palha, inseguro (normal). pena que não tocaram uma música sequer da demo véia que tem músicas mais no gás...

26 Mai 2001 - Balneário Camboriu-SC - NO LOVE, DHEMENTES, DUMBS, ???

o último show do DUMBS foi em dezembro de 1999!!! após um ano e meio de vacas magras, a desforra foi de gala. nunca tínhamos feito algum show fora de curitiba e pra aumentar a tensão, estávamos há mais de 6 meses sem ensaiar e nosso segundo guitarrista não pôde ir. pra finalizar, o aurelio baterista mala só levou as baquetas, esquecendo pratos, caixa, pedal duplo, etc. então como um trio não ensaiado com bumbo simples fomos tocar fora. foi muito massa. pra amenizar o problema do ensaio, umas 3 horas antes do show passamos todas as músicas no quarto do nissin, com guitarra e baixo em volume moderado e um banquinho de madeira serviu de batera. no show, o pessoal do DHEMENTES emprestou os equipamentos que faltavam. entramos no palco. olhares de estranheza nos cercavam. começou a festa. talvez pelo longo período parados, estávamos um gás bom e o show rolou harmonicamente barulhento e com energia. foi gostoso tocar. foi também um show pop, no sentido pop da palavra, pois pela primeira vez éramos "gringos" e depois do show tiramos foto pra um zine/jornal local e várias pessoas vieram falar que curtiram o que viram/ouviram, se tinha fita demo, camiseta, essas coisas. não estamos acostumados com isso. como antes do show saímos pra jantar e depois tive que ir embora cedo pois estava posando numa casa de família, acabei não vendo o show das outras bandas... &:(

29 Abr 2001 - UFPR (ed. física) - VALETA, KROPSY

nosso primeiro show do ano, tinha tudo pra ser palha, mas foi massa. era um encontro de estudantes ou coisa assim e resolveram chamar umas bandas. com contato via irmão-da-namorada-do-jr, entramos nessa. foi nosso primeiro show de 2001 e também o primeiro como VALETA. foi num ginásio, numa quadra, então é sabido que o som foi uma bosta completa, espalhado e com eco. mas o som era secundário, o que importa é que a "meia-dúzia" de sempre estava lá e foi um show muito divertido, com o pessoal (platéia e banda) se jogando no chão, pulando, gritando, rindo e zoando. showzaço. depois da gente tocou um cara sozinho com um violão, não sei se ele tinha nome artístico... e depois de ouvir (?!?) o lixo que ficou o som no ginásio o KROPSY perdeu o tesão e não tocou.

08 Abr 2001 - 92° - GALLAGUNZ, JUREMAS(bh), KOZMIC GORILLAS, TRI DUX(sp)

completamente acidentalmente estava passando perto do 92 quando vi a movimentação tradicional de quando tem show então resolvi entrar pra conferir, pois faz MUITO TEMPO que não vejo um showzinho... era um festival surf, não muito meu estilo, mas foi divertido. tinha uma galerinha de fora, de belo horizonte e alguns dos arroz-de-show de sempre &:) a abertura ficou como GALLAGUNZ, banda recém-formada do dono da casa jr. meu, é MUITO massa, três carinhas, guitarra levinha, som meio seiláoquê, rock'n'roll, surfe, sei lá. o batera (gustavo, aquele que toca em outras 38.575.623 bandas) como sempre detonou, descendo o cacete na bichinha e a performance de palco da banda no geral estava muito boa. tomara que continuem. depois vieram as JUREMAS. a galera em cima do palco impressiona, fora os 4 tradicionais (2 guitarras) tinha mais um vocal piá e 4 vocais gurias!! o som é tipo punk, meio rock, mas o diferencial são os vocais femininos, geralmente os 4 ao mesmo tempo, ficando aquele coro feminino no palco. é claro, visualmente também é um show à parte 4 mulheres pulando e gritando no palco, showzaço. tocaram inclusive aquela musiquinha da "minhoca, minhoca, me dá uma beijoca...". depois o KOSMIC GORILLAS que pelo que ouvi é instrumental, mas tão chato que me fez ter vontade de ir pra casa assistir o fantástico. e assim o fiz...

26 Ago 2000 - café beatnick - PELEBROI NÃO SEI, UZÔMI(rj), BLOOD FROM WOUND(rj) e NEGATIVE CONTROL(sp)

quem saiu de casa achando que ia ver show de hardcore se assustou &:) com 3 bandas de fora, e ingresso barato, foi estranho o bar estar vazio. talvez culpa da chuva mala... bem, nossos únicos representantes locais o PELEBROI NÃO SEI abriu. foi mais um show divertido e com performances do vocalista. o destaque desta vez ficou pra música "fantasminha" que fez a galera dar altas risadas com o refrão que tem um grito tipo de horror. no mais, batera no gás e vocal gritadão, desta vez aparentemente mais poderoso que das outras. ah! tocaram outras músicas novas também, mas estão abusando daqueles começos de música pop onde o cara fica cantando o refrão sozinho e só depois começa a música. pra tocar, UZÔMI colocaram um panão vermelho no chão do palco, para o vocalista poder se jogar à vontade. banda bem atípica. tem 2 vocais. um tipo mod, com cabelo por cortar, tipo calado e usando um microfone anos 60 e o outro escrotão, que não parou quéto, pulava, se jogava, urrava, bem legal de ver. uma hora engraçada foi quando esse cara parou na frente do outro vocalista oferecendo a face e ele lhe deu um chutão na cara e voou sangue pra todo lado (tá, era sangue falso, mas foi legal de ver). bem, o som é pelo que pude perceber, uma mistura de hardcore e heavymetal, rapidão, pesado. depois veio o BLOOD FROM WOUND, e foi impressionante. o som dos caras diz que é death, eu não manjo muito, mas é daqueles com vocal cachorrão, e de repente tem aquelas partes grind MUITO rápidas, acompanhadas de gritos agudos, muito engraçado. a mão do guitarra parece que nem sai do lugar de tão rápido que o cara dá as paletadas. um ponto muito positivo na banda é que eles são révi mas não fazem pose de mauzão. o vocalista foi bem simpático e humilde com o público, isso é muito massa. pra fechar veio o NEGATIVE CONTROL. novamente a menininha no vocal destruiu e impressionou os ouvintes com sua voz poderosa. novamente o cover massa de "aids, pop, repressão..." do RDP. não lembro de mais coisas do show porque eu já estava cansadão e louco pra ir dormir...

20 Ago 2000 - memorial - SUGAR KANE, DEAD FISH e SHELTER

showzaço. possivelmente o show do ano. DEAD FISH destruiu. mas antes da diversão, tem que ter um estresse, é claro. pra começar, a palhaçada de sempre com o horário. o show foi num domingo, então tinha que começar cedo. estava marcado para às 20:00, mas com a desculpa que os manés do SHELTER foram dormir porque estavam cansados (??!), o show foi adiado para às 22:30. então, esperando feito otários naquele lugar palha que é o memorial e fazendo um social, finalmente o SUGAR KANE começou a tocar. como não poderia deixar de ser num lugar onde normalmente não acontecem shows de hardcore, os seguranças ficaram sem saber o que fazer já na primeira música, e achando que os caras estavam brigando ou coisa assim, arrastaram um pra fora... depois que os caras da banda falaram que é assim mesmo e tal, eles se acalmaram e ninguém mais foi expulso (acho). confesso que se os caras cantassem em português eu iria curtir a banda, mas como não, então não. ah! e o vocalista podia cantar menos e berrar mais. ah2! agora parece que eles se desapossaram da "razor voice" (ou coisa assim) e agora pegaram uma nova do BAD RELIGION pra tocar "new america" (ou coisa assim). o ponto alto do show foi quando eles tocaram o cover da música do DEAD FISH, e os peixes-mortos os acompanharam, foi massa. mas o que interessa veio depois, quando o DEAD FISH entrou no palco e começou a quebradeira. putz, foi indescritível, massa mesmo. tocaram quase todas as músicas suas em português, no gás, e agitaram junto com a galera. o agito do pessoal foi um show a parte, o tempo todo, sem parar, mergulhando do palco, pogando, se pendurando nas paradas, e o principal, aquele sorriso grande estampado na cara. muito massa. lembro que a última vez que eu tinha agitado assim num show tinha sido no CÓLERA, a quase um ano atrás! tava precisando... pra retribuir a rasgação de seda, eles chamaram os canas-de-açucar de volta ao palco para acompanhar novamente a mesma música de antes. foi legal, ambas as bandas pareciam se dar muito bem. mas bem nessa o vocal caiu de cabeça de cima do palco porque foi puxado por um cara. sangrou e tal, mas ele continou cantando até o fim. parece que depois do show ele foi direto pro hospital. dá nada, acontece... hardcore é isso... o show continuou massa até o final, do caralho mesmo. DEAD FISH detona. bem, pra fechar vieram os gringos que-se-dizem-krishna do SHELTER. não vi o show direito, mas do que vi, o batera toca massa, e o vocalista é carismático. não curto nem conheço o som dos caras então não tenho muito a dizer. mas terem chamado a mulherada pra subir no palco e algumas ficarem lá se abrindo e dançando como se estivessem numa festa clubber foi um fiasco, deprimente... por outro lado, tinha 2 ou 3 minas que detonaram, agitando desde o início, massa mesmo, tomara que outras se empolguem e num futuro próximo quem sabe teremos uma roda de pogo mais balanceada, com mais mulherada. maaas, ate lá, fico aqui com meus hematomas proporcionados por (eca) cotovelos masculinos...

19 Ago 2000 - café beatnick - CAPHOFO, SCARECROW, DEXTER SPEECH e VOICES

após um tempo de jejum do bitinique, fizemos um show lá. pra variar, não estava muito cheio, mas o que importa é a qualidade. abriu a noite com o CAPHOFO. já devo ter visto uns 3 shows desses caras e devo admitir que cada vez seu som me soa mais agradável. na parte instrumental, não tem muita novidade, é o hardcore melódico, ora devagar, ora rápido. mas os vocais em português e bem trabalhados fazem a diferença. as letras são fúteis, "for fun" como dizem alguns, e é aí que está a graça. é um show digerível, assimilável, bom para curtir com os amigos, legal. destaque também pro batera que toca com um pedal simples e tem um pé rápido. depois viemos nós, o SCARECROW. pra variar, os problemas perseguindo. dessa vez o saldo foi um prato com pedestal caindo no chão, duas cordas de guitarra estouradas, o pedal baleado do guitarrista que estava só fazendo barulho e o terceiro microfone, que estava inaudível por problemas técnicos do bitinique... apesar de tudo, foi divertido. as mesmas músicas, a mesma galera. ninguém agitou. mas também não agitaram nos outros shows, então tá valendo &:) depois veio o DEXTER SPEECH, e como eu estava meio cansado e fui tomar um guaraná no bar, só vi o final do show. o baixista é um piá novo e toca massa, sem palheta, legal. pra fechar, o VOICES. a zueira massa de sempre em cima de palco, com todos agitando, legal de ver. o palha foi os vocalistas que desandaram a falar no meio das músicas, chegando até a sentar no chão pra conversar, a la PROPAGANDHI, enquanto o resto da banda olhava para o teto, com cara de quem quer voltar a tocar logo. foi válido para passar mensagens, mas no show se vai para ver o show e não para ouvir falatórios e discursos, então ficou meio sacal. mas no fim tudo é festa e serve de "momento cultural exótico".

05 Ago 2000 - 92° - NO MILK TODAY, OS CATALÉPTICOS e OLHO SECO

quem não foi: perdeu. as 3 bandas detonaram. lugar cheio. clima massa. tavam vendendo uns CDs incrivelmente bons a 12 reais, como um do TOY DOLLS que vi, mas quando abri a caixinha, era CDR... que feio hein moçada? sendo CDR podia estar mais barato... o NO MILK TODAY abriu num gás impressionante, agora com 2 guitarristas, tocaram as músicas muito bem, agitaram bastante. a galera tava meio fria e não agitou muito, mas o show foi muito massa. os caras estão foda mesmo. depois OS CATALÉPTICOS em mais um show arrasador, levando a galera ao pogo, descendo o cacete nos instrumentos. o baixista cada vez mais performático está tomando a cena e o centro das atenções no palco. ah! e eles fizeram umas músicas novas e acordaram pro fato de que aquelas paradinhas no meio meio da música com um solo rápido do baixo são simplesmente animais! podia ter isso em todas as músicas &:) ah2! dedicaram o show à memória do marião, punk das antigas de curitiba que foi assassinado no bar do linos onde trabalhava (até onde eu sei). pra fechar, o OLHO SECO. meu, muito massa ver os caras velhão e ainda com um gás massa em cima do palco. eu não conheço o trabalho gravado deles, mas o que vi no show foi massa mesmo, um som bem atual e bem tocado. os caras pareciam mesmo estar felizes tocando aqui e a moçada não deixou barato, agitou pra caralho! mergulhos do palco o tempo todo, insano mesmo. tinha até uma mulherada agitando forte, legal ver isso. e quando tocaram o hino "isso é olho seco" aí o lugar veio abaixo, loucura total mesmo, animal.

04 Ago 2000 - bills - ORCS, SCARECROW, RATCIDA, ILLBRED (paranaguá)

primeira vez que fui nesse bills. massa. é um bar de metaleiros. tipo, não tinha muito a ver um show de hardcore lá, mas o lugar é massa e de vez em quando no meio do show aparece um metaleiro bêbado pra se quebrar. ah! uma peculiaridade massa desse show foi que foi o "show dos bateristas de ciências sociais", fora o ILLBRED que é de paranaguá, todos os bateristas das outras bandas estão na mesma sala do curso de ciências sociais da UFPR. só, grande coisa &:) bem cheguei lá, o ORCS já tava tocando. o som dos caras tá muito massa. as músicas são legais e foram bem tocadas. inclusive com o detalhe do guitarrista brincando de poser e tocando a guitarra com a boca. depois o SCARECROW. eu esqueci meu banquinho e tive que tocar com o do cara do bar, que era muito alto, e fiquei com a perna toda roxa de baquetadas &:) mas voltando ao show, foi legal, foi o primeiro show do baixista novo, o gustavo, que também é baixista do NO SNACKS. ele tinha apenas ensaiado conosco um dia antes e ouviu a fita demo em casa. ele se saiu muito bem, que seja bem-vindo à banda. ah! o pessoal agitou só na última música, o verme, do GAROTOS. também se não agitassem nessa era sacanagem né? &:) depois veio o RATCIDA com seu punkrock tosco com a mina no vocal. a meia dúzia que "lotava" a casa não se empolgou muito, a não ser nos covers, teve do CÓLERA e do OLHO SECO. pra fechar o ILLBRED, que eu vi só o comecinho do show porque tinha que sair fora. tem duas guitarras e fazem um som rápido e pesado. uma das guitarras é uma mina, que toca legal e agita. incrível! nunca tinha visto isso.

07 Jul 2000 - 92° - SCARECROW, DIRTY ???, SARA 5.7.2, NO SNACKS e ORCS

mais um show no 92, para o qual fomos chamados de última hora (terceiro escalão é foda &:) ) e nem vi cartaz e sinceramente, não lembro o nome da segunda banda, foi mal. nós, SCARECROW, abrimos o show. apesar da lezeira que é o domingo, até que o gás estava bom e as músicas saíram legais, fora os problemas com a maldita caixa de guitarra, que sumiu do meio pro final do show. definitivamente eu cantando e tocando sou um desastre pois faço as duas coisas malfeito, então temos que dividir melhor os vocais ou eu preciso entrar numa aula de canto e noutra de respiração &:) depois veio o DIRTY ???, que tem 2 meninas (vocal/guitarra e baixo) e toca pelo que eu vi um guitar... como esta não é minha praia, me abstenho de comentários, mas a menina tem uma voz legal de se ouvir. depois o SARA 5.7.2 com seu poncoróque-cucaratxa-seiláoque divertindo a galera e seu vocalista sempre simpático e bem-humorado, infelizmente não vi o show na íntegra. na seqüência o NO SNACKS que tocou muito pouco devido a hora avançada (o bar tem que fechar às 22:00), mas fizeram um show bom, normal. ainda acho que os caras têm que pular mais e olhar menos para a guitarra/baixo e que o batera deve tocar um pouco mais devagar pra não se embolar. no mais, tá massa mesmo. pra fechar, o ORCS, que foi outra banda chamada de última hora. pelo que eu me lembrava do som dos caras era um punkrock mais devagar, mas neste show vi algo totalmente diferente, um hardcore porrada rapidão e achei muito massa. também me lembrava de ser tosco, mas errei de novo, as músicas até que eram trabalhadas. bem, minha memória é um lixo mesmo então que fique esta impressão mais nova.

30 Jun 2000 - café beatnick - REPELENTES, SARNENTOS e STUKAS LAZY

sexta punkrock no bitinique. em homenagem a isso este relato será simples, rápido e básico. REPELENTES: matou a pau. músicas bem tocadas, em português, com peso e com bastante agito no palco por parte dos músicos. 10 mesmo. SARNENTOS: manteve a qualidade, sonzeira de primeira, e muito bom astral da banda no palco, que empolga o público. STUKAS LAZY: palha. eu curto os caras há anos já, mas tenho me decepcionado nos shows. falta empolgação e empenho, sobra cerveja e desleixo.

24 Jun 2000 - café beatnick - MALDITOS ÁCAROS DO MICROCOSMOS, MATANZA(rj) e PELEBROI NÃO SEI

ô bitinique, fazia uma cara que eu não ia lá. não estava muito cheio, levando-se em conta a atração "gringa" e os ÁCAROS que iam gravar um videoclipe ao vivo. a abertura esporrenta foi com eles mesmos, os MALDITOS ÁCAROS DO MICROCOSMOS, com a quebradeira tradicional no palco, barulheira e o batera destruindo. aliás ele era o único que não estava usando máscara... rolaram os também já tradicionais "covers" do SLAYER e do BRUJERIA. ah, e é claro a também já tradicional escalada do vocalista na viga do teto (dessa vez ele quase caiu). tipo, o som dos caras é massa, mas ficaria mais massa se eles abaixassem um pouco o volume do vocal, que mata todos os outros instrumentos (fora a batera). todo show deles o vocal está estourado... se chegaram a gravar para o clipe não sei, mas foi filmado. quebrando a regra de "gringo fecha o show", o MATANZA veio logo depois com seu "countrycore". cara, é muito massa o som desses caras, um tá-tum-tá-tum com guitarrinha de levada "country", dá vontade de ficar levantado a perna e batendo o pé no chão (o que o vocalista faz direto). o vocalista é um show a parte, com o maior jeitão de caipira mesmo, com direito a poses com o polegar apoiado no bolso da calça jeans inclusive &:) é um show massa, pra levar a família, som alegre e empolgante, nota 10. bem, talvez 9 porque o show que ele fizeram aqui ano passado estava mais massa. fechado, o PELEBROI NÃO SEI. bem, eu dizer que o vocalista porraloca fez um monte de merdas no palco é desnecessário, mas notei que ele está bem mais agressivo que da última vez que vi. talvez não agressivo, mas contundente. pra variar, diversão garantida. pô, o nissin me falou uma parada e tenho que concordar. o baixista usar aquele baixo tão alto, quase batendo no queixo é palha, fica muito guei.

17 Jun 2000 - dce ufpr - DEXTER SPEECH, STN, SCARECROW, VOICES e ANÕES DE JARDIM

pô, depois de mais de 6 meses, finalmente fui fazer outro showzinho no dce, o lugar mais camarada de fazer shows da cidade. e esse show considero especial porque foi mais um show "dos amigos", onde tinha camaradas em todas as bandas: quinho, preto, wilson, nilo, bráulio, celso, athaíde, felipe, alexandre e claudião. em especial com os ANÕES, que há 4 anos atrás já rolava dobradinha com o DUMBS, é muito massa tocar com amigos. o massa também é que tinha até que bastante gente, o ambiente estava bom. tinha até mário, nils, klaus, lá na barraquinha vendendo bagulhos de bandas. abertura ficou com o DEXTER SPEECH, e pra falar a verdade eu não vi muito do show (foi mal quinho) pois estava deitado num canto tentando descansar pois tinha dormido pouco e ensaiado logo de manhã... mas pelo que pude perceber a banda é boa, fazem um hardcore melódico e cantam em inglês (eca). depois veio o STN com seu som poderoso e quebrado, foi primeira vez que vi a nova formação em ação com o preto (ex-baixo) no vocal. tá massa, a voz do cara é massa pra berrar e o agito também não fica atrás, legal mesmo. depois, nós. como esse show foi filmado e eu já vi a fita, vou poder falar como telespectador e não como tocador &:) nosso guitarrista novo estava visivelmente nervoso e inseguro em seu primeiro show tocando (no anterior ele só cantou), já o gripe (baixo), tava nem aí, mandou ver. o júnior pulou e agitou como sempre e eu, que fiasco, voou baqueta, derrubei o microfone, caiu o paninho do microfone na caixa, esqueci partes de letras, aquela festa... no geral foi um show massa, tocamos com gosto e parece que o pessoal curtiu (será?). em seguida, os camaradas do VOICES. agora com 3 vocalistas, isso mesmo, 3, fica um negócio insano de ver, muito massa, os 3 se alternando nos vocais, agitando, e a sonzeira de fundo, cara, é uma pira de ver, e o pogo rolou solto também. pra fechar, os mais que camaradas dos ANÕES DE JARDIM, mais uma vez dando lição de humildade elogiando as outras bandas, e fazendo seu show sem estrelismos, tocando e agitando junto com a galera. no final, tocaram um cover que o pessoal pediu, não sei que música mas acho que era H20 e o lugar queimou, muito massa mesmo. ah! destaque para a dupla paulo/ígor na platéia com suas coreografias esquisitas, muito engraçado de ver. mais uma vez, show no dce que começa cedo, acaba cedo e é bom pra caralho. parabéns nilo/preto pela organização.

04 Jun 2000 - 92° - SPUNK THE MONKEY, XXX 4TEENS, SCARECROW e SARA 5.7.2

aleluia! o primeiro show do ano, um "toca 5", no 92°! acho que vou lá assistir shows desde 95 mas nunca tinha tocado lá. bem, seguindo a nova tradição os shows começaram cedo (ainda bem). domingão, frio, cara de chuva, se eu não fosse tocar juro que iria até lá. o público era os caras das bandas, as namoradas dos caras das bandas e uns poucos perdidos, como sempre... o SPUNK THE MONKEY (mais conhecido como "os pânque do mangue") abriu. o guitarra/vocal desta vez era só vocal, o que com certeza melhorou a qualidade da voz no show, pena que perdeu em agitação. e a banda no geral parecia não muito empolgada, comparando com outros shows que já vi deles. depois veio o XXX 4TEENS. foi a 1ª vez deles no 92 também. show padrão, 5 músicas, fechando com a do seu madruga, que acho massa &:) esses caras eu vejo show desde que começaram a dar as caras e devo dizer que eles estão BEM melhores, evoluindo mesmo. daí viemos nós. esse foi o 1º show do SCARECROW com a formação nova, com o vocal do SPUNK no baixo e o eduardo na guitarra. quer dizer, o mané tava de braço engessado e não tocou, ao invés disso fez uns vocais. ah, falando em vocal não temos mais vocalista, aí cada um cantou um pedaço das músicas. foi massa. o preto (STN/VOICES) ajudou no vocal (e esqueceu tudo &:) ) de "waste" do GOOD RIDDANCE. que mais... ...acho que só, nada de extraordinário. pra fechar, o SARA 5.7.2. bem, os caras fazem o tipo do som que o jr do 92 curte e o vocalista é muito simpático com o público. eu diria que foi um show interessante, pois eu nunca tinha visto os caras, mas não é nem perto o tipo de som que eu curto, então nem vou comentar senão vou falar merda.

25 Mai 2000 - estação - RESIST CONTROL, GARAGE FUZZ, OS CATALÉPTICOS e G.B.H.

esquisito. um show no shopping estação plaza? o antro da galera "descolada" da cidade? show em shopping já é uma coisa escrota, ainda mais no estação, ainda mais com o G.B.H.! bem, foi num ambiente fechado, separado do resto, o tal do "centro de convenções". como a circulação de "punks" lá era inevitável, antes do show teve confusão, briga com seguranças, normal. os carecas não deram as caras. menos mal. lá dentro foi tudo na paz. o som de todas as bandas estava um lixo. lugar grande, não estava lotado e os caras atolando o volume no máximo. ficou um cu, tudo saturado. bem, quem abriu foi o RESIST CONTROL. bem... pra resumir, digamos que a galera ficou DE COSTAS (literalmente) durante o show da banda hardcore mais "descolada" da cidade. depois veio o GARAGE FUZZ. novamente (deve ser o 3º show deles que eu vejo), não consegui curtir a banda. o som é legal, cansa ouvir muito, mas o vocal em inglês é que mata. fala fala fala e fica nada. depois veio a banda sensação do momento, OS CATALÉPTICOS. mesmo apesar do som saturado, a galera mais uma vez ovacionou os caras (com razão), em mais um show clássico. eu adoro ver show desses caras. pra fechar, os gringos. eu conhecia lhufas das músicas do G.B.H., então estava lá de turista, e gostei do que vi. as músicas são padrão, nada de "ó, que extraordinário", mas a performance dos caras é muito boa, principalmente a do vocalista, que não parou um segundo. pulava, rolava no chão, vinha perto da galera, rodava o microfone, fazia acrobacias, batia nos pratos da batera com a mão e pra fechar o cara, num intervalo entre músicas soltou um: "BOM XI BOM XI BOM BOM BOM" e se cagou de rir. hahahahahahaha foi hilário, uns riam, outros xingavam, mas foi impossível ficar indiferente. um show com muita personalidade. bom mesmo. os caras já estão aí velhos e continuam mandando muito bem.

13 Mai 2000 - 92° - BAN TEST TREATY, ANõES DE JARDIM e AÇÃO DIRETA

show imperdível. anões que fazia tempo que eu não via e ação, que vi pela 1ª vez. bem, tudo começou com o BAN TEST TREATY (ou coisa assim), basta sXe, e como não poderia deixar de ser, toda a "casta" x estava lá. fiquei impressionado. a banda é MUITO boa mesmo, porradão, som muito bem tocado, mas pra variar, como 99% das bandas sXe malas brasileiras, eles cantam em inglês &:( meu, se esses caras cantassem em português ganhariam um fã nesta noite. não entendo como bandas que querem passar mensagens usam outro idioma que não o nativo para fazer isso para o público local... bem, um dia quem sabe... depois vieram os mais que veteranos ANÕES DE JARDIM. foi massa ver que os caras, visivelmente mais velhos (e pançudos &:) ) continuam na ativa. o vocalista fez questão de frisar esta situação, elogiando a "piazada" do hc de hoje e lembrando que eles ainda estão lá por causa do público. muito massa. a sonzeira continua boa como sempre, com uns errinhos e esquecimentos aqui e ali, mas eles merecem um desconto &:) pra fechar de maneira animal, veio o AÇÃO DIRETA. fiquei de cara. os caras eram mais velhos ainda que os anões, e mostraram uma energia animal. tocaram as músicas numa velocidade alucinante, misturando as antigas com as do cd novo (mais lentas), sonzeira mesmo. foi engraçado o vocalista querendo falar com a galera com aquela mesma voz forçada que ele berra as músicas normalmente, estranho... showzeira mesmo, o trio desta noite foi muito bem escolhido, parabéns a quem organizou.

06 Mai 2000 - pier hd - NITROMINDS, NECROTÉRIO, OS CATALÉPTICOS e RATOS DE PORÃO

mais um show nada a ver com nada na cidade: hc melódico, metal, psycho e hc porrada. pra variar, tava frio pra caralho e cheguei um pouco atrasado. perdi o show do NITROMINDS. bem, eu nem curti o cd deles que eu ouvi mesmo, e me disseram que o show estava fraco. o lugar, o pier hd, eu nunca tinha ido, achei massa mesmo, um porãozão legal, tipo um castelo, cheio de corredores esquisitos, muito massa. aí entrou no palco o NECROTÉRIO. tipo, eu nunca tinha visto um show de "splatterwetal" ou sei lá como eles se classificam, mas achei legal o som, meio posers os caras (normal) com os cabelões e tal, e muito engraçado ver o batera quanto a música fica rápida pra caralho, o cara parece estar se masturbando ou coisa assim, muito engraçado. depois, a destruição total: OS CATALÉPTICOS. cara, esse sem dúvida foi o melhor show dos caras que eu vi até hoje. o show estava muito bom, a galera animada (e cantando as músicas!) e os caras no palco destruíram, inclusive o baixista agora fazendo algumas performances iradas, pois antes ele só ficava parado com cara de sério. o lugar tremeu. os caras estão com uma moral do caralho, dá até um orgulho deles serem daqui. muito massa. depois vieram os RATOS DE PORÃO. como sempre, a sonzeira animal e toda aquela destruição que ela gera, simplesmente lindo. o gordo parecia revigorado após o coma recente e estava com um gás massa. tiveram umas palhaçadas no show, tipo uns manés que subia no palco pra pular e acabavam batendo no guitarrista, arrancando o cabo do instrumento, normal. mas o carinha se queimou, o batera também, ficaram xingando em cima do palco, intimando a galera, mas deu em nada. ah! o ratos fez bis, que palha, coisa de pop. fora isso, a porradaria de sempre e todos com sorriso no rosto após o final.

12 Dez 1999 - café beatnick - CAPHOFO, JOE NOBODY, SOCIEDADE OPOSTA, BANKS, THE JERKS, DUMBS, JASON(rj)

segundo show furado do fim de semana. este foi o pior de todos. uma desorganização TOTAL. faltou equipamento, trocaram a ordem das bandas, não teve cartaz, banda faltaram, bandas entraram de peru, foi foda. no fim das contas tocaram apenas o CAPHOFO e o tal do JOE NOBODY, que até onde sei, trouxeram equipamento para eles, tocaram e levaram as paradas embora. depois foi uma putaria de todo mundo querendo tocar logo, faltava equipamento, as bandas não queriam emprestar. foi foda. com essa palhaçada toda, gerada por uma falta de organização e preocupação com as bandas, da parte do bar, que parece estar apenas preocupado com a grana, SOCIEDADE OPOSTA, DUMBS e THE JERKS não tocaram. o JASON parece que agitou uns equipamentos de última hora e até tocou, mas eu já tinha ido embora. talvez o BANKS tenha tocado também. sei lá. além de termos que pagar pra tocar lá (tempo, gasolina, equipamentos), nada ganhamos em troca e ainda passamos raiva. é FODA!

10 Dez 1999 - pinheirinho shopping - OVERLOAD, WHEREVER, TROLLS, W.C., ARSENAL, SCARECROW e DUMBS

esse show tinha tudo para dar errado. e deu. primeiro, por não ser um show normal e sim um festival de bandas, festa do gecel do cefet-pr. como todo festival, colocam um monte de bandas de vários estilos musicais, boas, ruins, heavy metal, hardcore, roque, etc. além disso, o local escolhido foi num bairro afastado do centro, então apenas quem tinha carro ou carona poderia ir. pra fechar, o lugar tradicionalmente povoado por uma galera "country" e "dance", que estavam lá como maioria, para dançar suas músicas, e não ver bandas barulhentas. como se tudo isso não bastasse, o lugar era muito mala, pois não podia ficar de boné lá dentro, tinha uma grade(?!) separando o público do palco e os "seguranças" tratavam com violência qualquer tentativa de pogo e/ou brincadeiras. um de nossos amigos foi expulso, outro levou uma gravata, outro foi empurrado e caiu no chão, e por aí foi... foi um cu. eu nem vou comentar como foram os shows das outras bandas, pois não vi direito, devido a todas essas "peculiaridades" do local. antes de começarem os shows, os "locais" estavam lá, dançando um "dance-country", fazendo coreografias! e no intervalo das bandas, rolava só esse tipo de som, como já era de se esperar. todas as bandas tiveram que ouvir gritos de: "fora!", "chega!", e a maior festa os caras faziam quando a banda falava: "agora vamos tocar a saideira"... apesar do ambiente hostil e incompatível, lá fomos nós com o DUMBS. não estávamos com muito tesão, mas mesmo assim tocamos, agitamos, berramos, por consideração aos nossos amigos que foram lá nos acompanhar. findado o show, fui dar uma descansada pois tinha mais uma banda pra tocar, e depois eu já tinha que voltar pra tocar com o SCARECROW. o show com o SCARECROW, foi mais empolgado, pra banda &:) só tinha a meia dúzia tradicional de amigos assistindo, e no palco, as músicas saíram bem e curtimos fazer o show. aí já era quase 4 da manhã e ainda tinham 2 bandas pra tocar. infelizmente no geral o show foi ruim. muitas bandas, muitos estilos, muito longe, muito mala, mas estamos aí, sempre dispostos a fazer um barulhinho... &:)

04 Dez 1999 - dce ufpr - VOICES, ATOMIC BURP, DUMBS e RUSSIAN SCHOOL OF BALLET

mais um showzinho no dce, sabadão a tarde. massa. hoje foi o show "dos amigos", pois ali todos os integrantes das bandas eram camaradas uns dos outros. e este também foi um show beneficente, e os alimentos arrecadados foram para a APAVE (não me pergunte o que é isso que eu não sei). a abertura ficou com uma banda convidada, de nosso amigo quinho, mas não sei qual era o nome. eles tocaram bem pouco, pra aquecer a galera. depois veio a gurizada do VOICES. foi o primeiro show deles que vi e confesso que fiquei impressionado. a banda é nova, mas a sonzeira já está massa e os caras estão com uma presença de palco do caralho, contando com 2 vocalistas. é vocal berradão, com os dois se alternando nas frases, pulando e agitando. muito massa. depois veio o ATOMIC BURP, e talvez pelo fato de terem feito um show na madrugada anterior, pareciam meio cansados e o show ficou um pouco abaixo do normal. depois fomos lá tocar, o DUMBS chegou. nesse dia, o nissin não pôde vir pois estava lá em itajaí, estudando para as provas finais, então o júnior do SCARECROW o substituiu nesse show. passamos rapidinho as músicas pra ele antes do show, o cara pegou e fomos tocar. o nissin que me desculpe, mas esse show foi massa pra caralho! tipo, a galerinha que estava lá curtia a banda, então rolou um agito massa, e nós estávamos ensaiados, então tudo correu bem. claro, um chimbau caindo no chão aqui, uma guitarra falhando ali, uma caixa de baixo queimando no meio do show acolá, mas fora tudo isso, tudo bem &:) e para nossa surpresa, no fim do show tinha um corinho: "mais um, mais um"... cara, como é bom sentir que a galera curtiu seu show. foram tiradas 24 fotos, mas só depois fomos ver que o filme ficou solto dentro da câmera e não bateu uma foto sequer... pra fechar o show, veio a ESCOLA RUSSA DE BALÉ. foi o primeiro show que vi deles, banda que tem 2 ex-DUMBS nela, o mário e o toxa, e confesso que achei... ...estranha... um estilo meio indefinível. mas o pessoal que foi ver seu show conhecia as letras (será que haviam letras?) e deram um show à parte, agitando de maneira igualmente estranha, às vezes meio infantil até. divertido. mais um show no dce. mais um show massa. êta lugarzinho bom de fazer show.

21 Nov 1999 - café beatnick - ANTI-KAOS, ATOMIC BURP, DUMBS, CYBERGUM, MALDITOS ÁCAROS DO MICROCOSMOS, SUGAR KANE, KROPSY, SPUNK THE MONKEY, BOOBARELLAS, XXX 4TEENS, ANIMAL BOYS, PELEBROI NÃO SEI

esse foi um domingo excelente. foi um dia quente, com sol, nenhum outro evento pra atrapalhar. o domingo foi do hardcore no beatnick. como mulher não pagava, numa exceção incrível, o lugar estava lotado de mulheres, e olha que eram decentes, e não punks escrotas. os shows começaram um pouco tarde, lá pelas 18:00 e só foram acabar às 01:00 da segunda-feira... quem abriu a sessão foram os camaradas do ANTI-KAOS, num show normal, com a energia de sempre, embora o pessoal não tenha agitado. a namorada do vocalista cada vez canta mais pedaços das músicas, um dia ela vai substituí-lo &:) em segunda veio o ATOMIC BURP, com seu hardcore melódico com duas guitarras, que estavam muito potentes nesse dia, foi o melhor show deles que eu vi. em terceiro nós, os DUMBS entramos no palco. foi um show regular. conseqüência de quase um mês sem ensaio, era visível nosso cansaço. por outro lado, foi o show mais bem documentado até hoje, foi filmado e foram tiradas 60 fotos (pô kau, que exagero &:) ). e para fechar essa primeira sessão de bandas, veio o CYBERGUM, que faz um punkrock meio guitar (?!) ou coisa parecida, com uma guria no vocal que bem disse: "nós viemos aqui pregar a alegria". um final estranho para uma sessão que até então estava só na porradaria. como fui com os caras levar as caixas de baixo e guitarra de volta pro estúdio dos camaradas do ATOMIC BURP, perdi as primeiras bandas da segunda sessão. lembro de ter visto o KROPSE, que tocou um cover meio perdidão de "oi, tudo bem?", que foi engraçado. teve também o SPUNK THE MONKEY, que é bem tipo GREEN DAY, tanto no som quanto no visual. as músicas são bem feitas e bem executadas, mas cantando em inglês fica difícil pegar algum carisma pela banda. é uma pena. acabou a segunda sessão. teve o show do BOOBARELLAS, e confesso que esse foi o melhor show deles que eu vi, tipo tinha uma galera curtindo o som, cantando, muito massa mesmo, legal de ver. teve o XXX, que pelo que pude perceber, deixaram um pouco as palhaçadas de lado e tocaram uma sonzeira irada, incluindo seu megahit: "seu madruga", e para satisfazer os malas que TODO show gritam: "toca raul!" eles tocaram uma música do dito cujo em versão hardcore (nem lembro qual). rolou um ANIMAL BOYS, que são 3 caras com visual idêntico ao do ramones no começo da banda (cabelos, roupas, jeitão) e músicas idem, todas simples, diretas e empolgantes. dá um sentimento muito bom de ver esses caras no palco, parece que viajamos no tempo e estamos acompanhando o nascimento do punkrock, muito bom. pra fechar, já passando de meia-noite e meia, era pra tocar o PELEBROI NÃO SEI, mas como só restaram 2 dois integrantes (bêbados), se juntaram com mais uns bêbados e tentaram tocar umas músicas. foi horrível, mas como foi um dia legal, a moçada que sobrou no bar ainda tinha gás para agitar, e mesmo com os caras já desmontando o palco, tava rolando um baixo e bateria e o agito não parava. muito massa. um ponto BEM positivo desse show-festival, é que como eram 12 bandas, estas foram divididas em 3 grupos de 4 bandas cada, e cada grupo trouxe seus próprios equipamentos, desde bateria até pedais, assim nenhum equipamento sofreu de uso excessivo. parabéns ísis e café beatnick!

14 Nov 1999 - café beatnick - NATASAT, STN, PELEBROI NÃO SEI e NEGATIVE CONTROL

domingão rolando show tarde devido ao feriado do dia 15. a moçada que ficou em curitiba e não foi pra praia, lotou o bar. o NATASAT abriu o show. nunca os tinha visto. o som é legal. hardcore com altas influências de metal, com um vocal berrado. o guitarra manda bem, o batera tava meio inseguro. banda legal. logo após, veio o STN com o seu som pesadão a lá RAGE AGAINST THE MACHINE. a atitude de palco dos caras está muito foda: berros, pulos, muito bom mesmo. a sonzeira de sempre, com a galera pulando e se quebrando. do caralho. pra continuar a quebradeira, vieram os "arroz-de-festa" PELEBROI NÃO SEI. mais um show excelente, com a já tradicional(!?) performance insana do vocalista e o resto da banda vindo no embalo. foi o show de maior pogo, e destaque para as tiradas do vocal nos intervalos, interagindo muito bem com a platéia, e até aplaudindo um casal de velhinhos (isso mesmo!) que apareceu por lá, no meio do agito. eles disseram que curtiam a banda desde 1970! piração... pra fechar (lá pelas 3 da manhã), a atração "gringa" da noite: NEGATIVE CONTROL. cara, é realmente impressionante ver aquela coisinha pequena, feminina e delicada, a vocalista, berrando com um vozeirão que muito marmanjo não acompanha. porradaria do início ao fim. barulheira mesmo. o agito no palco também nota dez, principalmente a vocalista e o baixista, que era substituto, pois o original sofreu um acidente e estava lá cheio de pontos. a galera quase não agitou, talvez por estar de cara de ver a sonzeira, talvez por estar pregado depois de tantas horas de show. fica uma crítica aos organizadores por colocarem 3 bandas de abertura, e todas fazendo um show comprido, o que fez muitos irem embora antes do NEGATIVE, e os que ficaram, já não tinham mais gás pra agitar.

15 Out 1999 - dce ufpr - S.A.M., ANTI-KAOS, ATOMIC BURP e DUMBS

esse foi o show que tocamos mas não tocamos &:) pela 1ª vez ia rolar um show no dce depois da 22:00 hrs. era previsto que ia dar merda. o local não é isolado e é cheio de prédios em volta. bem, de qualquer forma, fomos lá. a passagem de som (2 músicas) começou lá por meia-noite, e logo em seguida recebemos a 1ª visita. uma viatura com 2 policiais militares que receberam reclamações e vieram pedir para abaixar o volume. é claro que se fosse uma festa de pagodeiros eles nem viriam, mas como éramos poucos, e a maioria esquisitos e punks (ou como o estereótipo prega: maloqueiros, bêbados, drogados e vagabundos), vieram encher o saco. blábláblá e prometemos baixar o som e tal, mas como todos sabem que bateria não tem botão de volume, mesmo abaixando um pouco o volume da guitarra e baixo, de nada adiantou. abriu a banda S.A.M. (sangue a mil) que é do mato grosso e estavam de passagem pela cidade. som legal até, em português, rápido, bom. depois vieram os ANTI-KAOS. agitaram a galera com seu som punk e letras de protesto. quase no final do show, recebemos a 2ª visita da noite. dessa vez 2 viaturas e novamente 2 policiais subiram lá para dar o esporro. nesse meio tempo, a galera já desligou os equipamentos e começou a guardá-los. nova conversa e convenceram os guardas que o show já tinha acabado e tal, e eles disseram que se tivessem que voltar lá mais uma vez, iriam prender o organizador da festa. tudo bem. todo mundo com cara de bunda, guardaram todos os equipamentos. para não perder a noite, eu e o nissin fomos num canto e ele com a guitarra BEM baixinho e eu apenas com a caixa da bateria, começamos a fazer um "acústico", começou a juntar gente em volta, aí tocamos GAROTOS PODRES, aí fudeu. como não poderia deixar de ser, o pessoal se empolgou em cantar GAROTOS e virou gritaria, e com o "fuzilados da csn" todos já estavam pulando e gritando no salão &:) aí recebemos a 3ª visita da noite. dessa vez foi foda. 4 viaturas e uns 15 policiais, todos de cacetete na mão subiram machos lá em cima e evacuaram o local (sem violência, até educadamente devo confessar, impressionante) e não foram embora até a última pessoa sair do local e das imediações. não pudemos fazer nosso show, mas foi uma noite divertida &:)

08 Out 1999 - 92° - LOADED, MALDITOS ÁCAROS DO MICROCOSMOS, STANLEY DIX, PELEBROI NÃO SEI

parece que o 92 voltou a ativa. o show de hoje é um "take 5". ou pelo menos era pra ser &:) a abertura ficou para o LOADED. tipo, nem vou falar muito pra não falar mal. odeio guitar. me dá sono. ponto final. depois vieram os malucos do MALDITOS ÁCAROS. tipo, diferente. os caras todos de máscaras (ou coisa parecida), com um saxofonista (ex-BOI MAMÃO) e fazem uma sonzeira pesada e barulhenta. a idéia e a performance de palco são massa, mas aquele saxofone ainda não está legal no meio, é MUITO pentelho. tocaram cover do BRUJERIA e do SLAYER (massa!). o STANLEY DIX é ska. dormi na hora do show. pra fechar, veio o "arroz-de-festa" PELEBROI. o batera deles viajou e o batera do NO MILK TODAY tocou em seu lugar. esse foi sem dúvida o melhor show da banda que eu já vi. o vocal estava muito forte, sem falhas, e os caras agitaram bastante no palco. era pra ser um "take 5", mas eles devem ter tocado umas 8 músicas &:) e no final o vocalista ainda detonou a guitarra no chão, e o baixista fez o mesmo. foi muito irado esse show, bom mesmo.

02 Out 1999 - climber way - ???, EX-CAMA, SCARECROW e DUMBS

sábado chuvoso. como o lugar era aberto, o show quase foi cancelado. incrível como nesse sábado até que os shows começaram cedo, lá pelas 16:00, pena que a chuva espantou o pessoal. o EX-CAMA, não compareceu. veio uma outra banda tocar em seu lugar, mas eles não disseram o nome então nem sei quem são. hardcore melódico, cantado em inglês. bem tocado, mas nada de novo. enquanto isso rolavam uns pacotes no esqueite na frente do lugar &:) depois veio o NO CROWD. estou começando a curtir o som desses caras. melódico, bem tipão F2F e NUFAN. eles tocaram bem e o som estava bom. gostei do show. apenas um pouco mais de empolgação no palco acho que não faria mal algum... depois fui tocar com o SCARECROW. foi um show descontraído, mas a galera que estava lá não estava muito para o agito e ficaram só olhando. tocar uma gaiseira no frio é a melhor coisa que tem pra esquentar. as caixas eram palhas, então depois do show vieram me avisar que só dava pra ouvir a bateria e mais nada (beleza!) &:) acabamos o show e ainda era cedo, e como o nissin, o fejão e o daniel estavam por lá, já rolou na seqüência um show do DUMBS! nesse meio tempo chegaram mais uns carinhas lá e a moçada do ANTI-KAOS, e daí rolou finalmente um agito massa. tocamos à vontade e o agito no palco também foi legal, com o daniel e o nissin pulando muito. foi a 1ª vez que fiz show com as 2 bandas no mesmo dia. achei que não ia agüentar, mas foi tranqüilo. sabadão maneiro.

25 Set 1999 - qg - RATCIDA, MAL KRIADOS, PELEBROI NÃO SEI e CÓLERA

bem, como no último show no qg roubaram o carro de um cara bem na frente do bar, dessa vez fui a pézão. fomos numa galerinha, andando pelo centro, passeando, e infelizmente os porras do qg resolveram começar mais cedo os shows. isso é ótimo, pois sempre começa depois da 1 da manhã, mas daí perdi as 2 primeiras bandas &:( tinha todo tipo de gente lá, e até que estava cheio apesar de ter shows com bandas punk/hc de fora em mais dois lugares na mesma noite (marcação do caralho). o PELEBROI NÃO SEI, com a responsabilidade de abrir pro CÓLERA não decepcionou, e tiveram bom-senso de fazer um show rápido. o já tradicional cover do RAMONES "he's gonna kill that girl" foi o que mais agitou o pessoal, depois, é claro, do "buracos suburbanos", quando rolou um pogo animal. o CÓLERA, bem. sou fã de carteirinha dos caras, mas vi umas paradas meio foda. primeiro, uma "passagem de som dos vocais". ficaram uma cara lá regulando o vocal: "bota mais gain. bota mais médio". depois, no meio do show: "ô fulano, traz as toalhas aqui no palco, tá lá na mochila". e depois: "vamos dar uma pausa aqui para afinar a guitarra". tipo, tá certo, os caras não fazem mais o "tipo punk" que faziam antigamente, mas toalhinha? 15 minutos de show parado pra afinar guitarra? foi foda. outro lance foda foi que eles seguiram à risca o repertório. o pessoal pedindo uma música, cantando o começo, e ele dizia: "é, daqui a pouco vai rolar essa". pô, foda-se o repertório, a galera tava até cantando a música! falta de consideração com quem pagou pra vê-los. e em parte porque eles têm MUITAS músicas boas, mas faltou muita música massa no repertório. inclusive na última vez que vieram aqui eles foram mais generosos com as "antigas". o show todo o pessoal gritando: "gás! bomba!" e não tocaram essa... &:( mas... essa foi a parte palha. fora isso, CÓLERA destrói!!! um show extenso, de quase 2 horas, um pogo animal, performance de palco muito foda e as músicas foram bem tocadas. um show acima de tudo divertido, pelo pogo, pelos amigos, pela nostalgia. 20 anos de CÓLERA!

18 Set 1999 - 92° - PULLOVER e NOÇÃO DE NADA

o 92, pra quem não sabe, é um bar que abre esporadicamente, apenas para shows meio que "especiais", ou de bandas camaradas do dono, o jr, ex-INTRUDERS FROM MARS, ex-MAGNETICOSS, atual LIMBONAUTAS. bem, tinha dois tipos de público, o que veio ver PULLOVER: galera mais velha, que está terminando a faculdade e tal. colegas dos caras da banda. e o resto, que veio pra ver o NOÇÃO. eu nunca tinha ouvido/visto o PULLOVER, mas achei o som bem fraquinho, muito plástico, sem emoção, cantado em inglês. o agito no palco foi mediano. depois entrou o NOÇÃO DE NADA pra deixar a galera de cara com a sonzeira. pra variar, os caras detonaram, apesar de desfalcados do guitarrista original, tocaram com um substituto. nem tenho muito o que dizer do show. é só vendo mesmo. o cara destruindo a batera e cantando ao mesmo tempo é algo excepcional. e o resto da presença de palco os cordas preenchem com pulos, agitos e coros. se você tiver a chance de ver um show deles, NÃO A PERCA!

17 Set 1999 - café beatnick - EXCEPCIONAIS, ANTI-KAOS, ATOMIC BURP e DUMBS

bar vazio, umas 30 pessoas. dizem que foi porque o bar concorrente, o qg, fez um show de graça na mesma noite. público diversificado: alternativos, punks, clubbers, estranhos em geral. os EXCEPCIONAIS escolheram um bom nome. além do guitarrista se identificar com o nome, parecia ser a primeira vez que se encontraram para tocar as músicas. na verdade, esse foi o caso do baterista, o andré da loja RockHouse do Müeller que foi chamado pra tocar na hora... uns covers inusitados de músicas antigas .m.m.mmmm..m...mm.m.m. regular. a banda punk ANTI-KAOS surgiu para espantar as moscas, com seus integrantes vestidos a caráter, detonou a tosqueira com várias músicas rápidas e gritadas, para a alegria da meia dúzia de pogantes do local. depois veio o ATOMIC BURP, com seu hardcore mais para o melódico, e dessa vez já estavam bem mais seguros no palco do que da última vez que os vi. e o agito continuou com a meia dúzia. depois viemos nós. tipo, não estávamos no cartaz, e fomos chamados na noite do show para tocar lá, pois uma banda furou. o nissin não estava na cidade, então só tínhamos uma guitarra e eu não levei o pedal duplo do bumbo, então a sonzeira foi tosqueira pra caralho. pra completar o lixão, o fejão e o daniel já tinham passado a tarde toda bebendo, e eu toquei em pé já que só tinha um pedal mesmo. nem é preciso dizer que foi o show mais podreira da história do DUMBS. mas foi divertido pra caralho, e a meia dúzia continuou agitando. mas, como sempre, o que importa é a qualidade e não a quantidade, então ÊTA MEIA DÚZIA DO CARALHO!!! VALEU MESMO! é isso aí.

11 Set 1999 - dce ufpr - PELEBROI NÃO SEI, BOOBARELLAS, CONFUSION, STUKAS LAZY, DUMBS e SARNENTOS

o dce estava cheio, e as bandas começaram às 19:00, e o show terminou lá por 22:30. muito massa isso de começar e acabar cedo. dá tempo de voltar pra casa dormir ou ir a outro show. ah! destaque também para a aparelhagem que estava muito boa (até a batera estava microfonada!). bem, quem abriu foi o PELEBROI NÃO SEI, com outro de seus shows insanos e com a galera se matando de agitar e cantar. já deve ser o 4º show deles que vejo e admiro sua constância, sempre fazendo shows bons. mais uma vez o vocalista bebasso roubou a cena com sua performance tresloucada. em seguida chegou a moçada do BOOBARELLAS. mais uma vez gostei do seu show, e suas músicas foram muito bem tocadas, agitando os pogadores de plantão. logo após o CONFUSION. apesar da falta do vocalista, tocaram suas músicas e se arranjaram como deram, com o guitarra e o batera arriscando uns vocais de vez em quando. atitude louvável, mas um pouco mais de preparo dos outros integrantes para situações assim não faria mal algum... depois, eles: STUKAS LAZY. o guitarrista fez um show a parte, já no início, pedindo para os amigos afinarem a guitarra dele (é verdade, ele não sabe afiná-la apesar de mais de 3 anos de banda...). mas punkrock é isso não é mesmo? mais atitude do que técnica. talvez isso tenha assustado o público que ficou apenas olhando, sem esboçar reação, agitando apenas nas duas últimas, que foram covers. aí, finalmente depois de toda essa espera fomos tocar. como já estava perto das 22:00, o DUMBS fez um show rápido e rasteiro, com 11 músicas em uns 15-20 minutos. cara, esse show foi MUITO animal, o pessoal agitou pra caralho, a banda estava empolgada e quase não erramos &:) o melhor mesmo foi ver gente desconhecida elogiando após o show. só por isso já vale o esforço de se manter uma banda. valeu mesmo. ei! e até ganhamos grana! esse deve ter sido o 2º show que fizemos e ganhamos algo por isso. dessa vez rolou R$20,00 pra cada banda! vem fácil, vai fácil. a pizzada depois foi animal &:) bem, voltando ao show, os últimos foram os SARNENTOS, que mais uma vez fizeram um show muito bom, com participação massiva do público que inacreditavelmente ainda tinha fôlego para agitar na 6ª banda da noite! resultado: um ótimo show. 6 bandas por 4 reais. tesão pra caralho.

10 Set 1999 - qg - STN, SCARECROW e DIRTS

mais uma noite de sexta, showzinho no qg. o bar estava bem vazio, mas o que interessa é qualidade e não quantidade certo? o STN abriu a noite com seu som pesado e gritado, meio rap, meio metal, em português. como sempre, performance de palco nota 10 ao vocalista e ao baixista. o pequeno público teve sua chance de dar uma suada naquela noite fria. logo após o show, uma notícia foda: roubaram o carro do baterista deles, que estava na frente do bar. foda. mas em respeito a quem pagou para ver as bandas, o show continuou com o SCARECROW. show padrão, com as músicas tocadas na ordem da demo, em velocidade acelerada. pra variar, nada vi, nada ouvi. só enxergava as peças da bateria e só ouvia os seus sons, por isso não tenho mais detalhes do show. pra fechar, veio o DIRTS, com um punkrock tipo SCREECHING WEASEL, que acho que era em português, mas não consegui entender direito o que o cara cantava. é, e foi meio suspeito ele oferecer uma música chamada "compromisso" para um cara, mas tudo bem... &:)

28 Ago 1999 - café beatnick - SUGAR KANE, ATOMIC BURP, REALSUB e GARAGE FUZZ

nunca vi o beatnick tão lotado. a galerinha surfistinha estava por lá também. até tiraram as mesas do bar para que coubesse todo aquele povo lá dentro. incrível como é só vir uma banda qualquer de fora que os shows ficam lotados... o SUGAR KANE abriu o show com seu punkrock a lá BAD RELIGION, cantado em inglês. o pessoal agitou bastante, a banda tem muitos fãs. depois veio ATOMIC BURP, banda do camarada cleverson, dos estútio MCM. como era o primeiro show deles, a insegurança no palco era visível, mas mesmo assim mandaram bem e confesso que curti a sonzeira, tipo hardcore melódico com as guitarras bem trabalhadas. o REALSUB (ex-REALIDADE SUBURBANA) chegou e eu saí. nada contra, mas não estava nem um pouco afim de ouvir rap aquela noite. pra fechar, entrou o GARAGE. tocaram as músicas muito bem, o som estava totalmente limpo, até com a batera microfonada, de gala mesmo. o agito também foi massa no palco e fora dele. é uma pena uma banda tão boa quanto essa cantar em inglês. pra mim, que nunca os tinha ouvido, foi mais de uma hora de exposição e nada das letras ficou na memória, inglês é palha. outra coisa palha é que tinha todos os equipamentos fodões para os caras tocarem, mas não deixaram as bandas de abertura passarem o som, o que as prejudicou.

28 Ago 1999 - climber way - SCARECROW, NEOLÍTICOS e NO CROWD

a climber way é uma loja de acessórios para montanhismo, que nos sábados abre espaço para bandas tocarem e vendem bebidas, etc. os shows rolam durante a tarde e acabam antes das 22:00 hrs. assim ainda dá pra ir em outro show de noite. o SCARECROW abriu o show. foi massa. as músicas saíram rápidas e a galera agitou. foi um show padrão, divertido de fazer e valeu a pena o esforço. também foi filmado e foram tiradas fotos, de repente até coloco algumas aqui na página. como num anterior que fiz lá com o DUMBS, o show acabou com a presença da polícia, que veio encher o saco às 19:00... mas tudo bem, já estava no fim do show mesmo... depois os foram embora, o NEOLÍTICOS foi tocar. é um hardcore simples, rápido, cantado em português. gostei muito que eles tocaram duas músicas do TEQUILA BABY, uma banda gaúcha que curto pra caralho. infelizmente não pude ficar para ver o NO CROWD pois tinha que dar uma dormida antes do show do GARAGE FUZZ, mais a noite...

27 Ago 1999 - café beatnick - BOOBARELLAS, KROPSE e STUKAS LAZY

o bar estava meio vazio, o pessoal aqui parece que só gosta de prestigiar bandas de fora, mas tudo bem... curti o BOOBARELLAS, eles fazem um punkrock leve, com influências de RAMONES e SCREECHING WEASEL, cantando em português. o show foi muito legal, com bastante agito. depois veio o KROPSE, com um hardcore mais rápido, mas o som saiu todo embolado, talvez precisem de um pouco mais de ensaios... pra fechar, os STUKAS, banda com alguns anos de estrada já. eu gosto muito da banda, mas nessa noite o show foi simplesmente um lixo. o guitarrista estava ou bêbado ou chapado ou de cara com a vida, que nem lembrava das notas das músicas, saiu tudo errado. o batera também parecia não muito afim do show, apenas o baixista tentou levantar o nível do show, mas foi feio... talvez seja por atitudes assim que a galera não goste muito de prestigiar as bandas locais...

14 Ago 1999 - café beatnick - GROTESCO, DUMBS, XXX, ACABOU LA TEQUILA (RJ)

finalmente, depois de 1 ano e 8 meses sem pisar num palco, o DUMBS voltou oficialmente a ativa neste sábado. o beatnick até que estava cheio e encontramos vários camaradas das antigas lá. quem abriu a noite foi o GROTESCO. punkrock tipo SCREECHING WEASEL com letras engraçadas. só vi algumas músicas pois estava vendendo fitas da DDD na hora (sabe como é, tem que trampar também...). depois foi nossa vez. estávamos na fissura extrema, e o público parecia receptivo. o show se desenvolveu naturalmente, e em poucos minutos estávamos à vontade, o nissin pulando feito doido, e o fejão se esganiçando no vocal. até o daniel agitou! é claro, tivemos nossos erros, mas no geral foi muito massa. pena que a filmadora não funcionou na hora... &:( mas o que importa é que o DUMBS voltou! depois de meia hora de show e uns 5 "covers" no percurso, acabamos, felizes por não ter deixado a banda morrer apesar das dificuldades. depois entrou o XXX, com a musiquinha do "south park" e dois integrantes caracterizados, dançando no palco. o som dos caras pelo que vi é hardcore barulhento, com letras de zoação (queria o quê de um XXX? &:) ). pra fechar a noitada, chegaram os cariocas do ACABOU LA TEQUILA, com seu som ska-cucaracha-indefinível, e levou a galera pra dançar. meu, aquelas duas bateras juntas dão uma batida irresistível às músicas, foi difícil encontrar alguém parado. lá pelas 4 da manhã os caras finalizaram seu show, nessa noite massa pra caralho.

26 Jun 1999 - café beatnick - WHIR, REALIDADE SUBURBANA, SCARECROW e SCAPE GOAT

sabadão massa, frio só pra variar. essa foi a última noite do bar, que fechou para reformas, e também foi a noite de fechamento do festival "pé sujo II", o próximo, só ano que vem... o WHIR abriu. tipo eu já tinha um PRÉ-conceito das meninas porque um jornal local chamado "fun" babou ovo _demais_ delas e depois o editor parece que virou empresário delas ou coisa assim. bem. o som é arrghuitar. até que tem 2 meninas bonitinhas na banda (incrível!). mmm..m.mm.m é. não adianta, eu odeio guitar. deu sono. mas a baixista até que agita legal. é. não foi tão ruim quanto eu esperava... depois veio o REALIDADE SUBURBANA. o foda é que eu já tinha ensaiado de tarde então já estava pregado, e depois ainda ouvir o WHIR por quase uma hora foi foda, não aguentei e fui dormir num canto lá do bar, mas me lembro que o som dos caras era meio rap pesadão, era legal... finalmente, lá pelas 2 e meia da manhã (eca) chegou nossa hora de tocar. esse show eu curti pra caralho, rolou uma banquetona massa de boteco pra tocar e as músicas saíram num gás massa e a galera agitou. foi massa. ah! valeu prum cara do SCAPE GOAT que catou a caixa do chão, que caiu do tripé no meio de uma música... pra fechar entrou o SCAPE GOAT (sim aquele mesmo do show anterior comentado logo abaixo). as músicas foram quase as mesmas do show passado mas devo admitir que os caras melhoraram MUITO, o vocalista nem se perdeu tanto nas músicas, foi legal. como era a última noite do bar, ainda rolou uma jam, e rolou um GAROTOS PODRES, DFC, OSCABELODURO e por aí vai...

06 Jun 1999 - qg - SCAPE GOAT, SCARECROW, NO CROWD, EX-CAMA

mais um dia lazarento de frio em curitiba (novidade...). domingão, estava em casa, nas cobertas, assistindo o gugu. tive que sair daquela inércia para ir pro show, que foi parte do festival local independente "pé sujo II". pra variar, atrasou, faltou equipamento, normal. a primeira banda SCAPE GOAT, era convidada (o cara levou a batera...), e começaram às 9:00 da noite. os caras que não me levem a mal, mas eles ainda precisam ensaiar MUITO antes de meter a cara para fazer shows, principalmente o vocalista que se perdia até nos covers. depois entrou o SCARECROW. foi meu primeiro show "de verdade" com os caras e curti pra caralho. apesar de ter detonado o pulso no ensaio do dia anterior tudo correu bem e saiu no gás. massa. depois veio o NO CROWD, com seu hardcore tipo FACE TO FACE, curti muito o som dos caras, principalmente o guitarra que manda muito bem, mas o vocalista além de não cantar bem é muito babaca no palco, falando merda e aparentemente "discutindo" com os companheiros da banda. pra fechar, já lá pelas 11:30 entrou o EX-CAMA. tipo, conheço os caras, mas nunca tinha visto seu show. o som é legal, o foda foi ver no começo de cada música a galera se preparando para dar aquele pulo bem massa inicial porque tinha uma guria tirando foto... coisas da vida. o legal disso foi ver até o guitarra pulando fora do palco, isso foi massa.

29 Mai 1999 - café beatnick - U.T.I, RATCIDA, SARNENTOS

mais um show organizado pelo porra-loca local fardado, do festival pé sujo. um típico show pânqui, só que não pânqui pânqui, era pânqui "punk". tinham alguns cabelos espetados lá. naquela noite estava um frio do caralho, e pra variar, o show começou tarde, depois da uma da manhã. o U.T.I. abriu o show. nessa hora vi que os espetados que lá estavam, eram os caras da banda... sobrou visual e faltou vocal. o instrumental até que mandou bem, mas o vocalista não honra seu moicano, nem deu para ouvir sua voz direito (e não por falta de aparelhagem). até rolaram uns pogos massa, principalmente na hora dos covers (que foram muitos...), passando por replicantes e ratos. depois veio o RATCIDA, que tem uma guria no vocal. ela simplesmente deschavou o primeiro vocalista, pois berrou muito, se fez ouvir, muito bom mesmo, apesar da galera não ter agitado nessa banda. o som é mediano. para fechar a noite entraram os SARNENTOS. os caras são muitos bons. ramonísticos até o osso, todas as músicas em quatro tempos, cantadas em português. o local lotou no seu show e o pessoal cantava os refrões em coro. lindo. pra fechar, como acabaram suas músicas e o pessoal queria mais, rolou uma seção RAMONES. SARNENTOS, você ainda vai ouvir falar deles.

21 Mai 1999 - qg - STANLEY DIX, PELEBROI NÃO SEI, OKOTO(sp)

uma sexta-feira muito fria. um show atípico. três bandas de estilos totalmente diferentes. abrindo o STANLEY DIX, com um ska ska (não skapunk ou skacore). só que ska sem metais é como BAD RELIGION sem oohs e aahs, fica faltando alguma coisa. o som é animado, o vocalista canta bem, mas faltam metais. depois veio a insanidade do PELEBROI NÃO SEI. cada vez que vejo um show deles, mais curto seu estilo. o som é um punkrock a lá replicantes, mas o que impressiona mesmo é a performance de palco. caretas, gestos sexuais, pulos, porradas, barulheira, uma quebradeira só, muito bom. e pra derrubar o que sobrou em pé chegou o OKOTO. muito simpática a japinha do vocal. o batera, de tão animal (no bom sentido) tocando, conseguiu furar a pele do bumbo! uma meia hora até arranjarem outra e trocá-la e o show continuou. um gás e um peso animais, só ouvindo pra crer. pena que vieram com repertório reduzido. já era 4 da manhã e a galera não os deixava ir embora, e pra agradar o pessoal, continuaram tocando. como não tinham mais músicas pra tocar, tocaram de volta algumas músicas, fazendo como que um show e meio &:) destruíram. animal mesmo.

24 Jul 1998 - toscos - SILLY COW, MILHOUSE(rj), ACK(rj), THE JERKS

tava vaziozaço, maior vexame, não entendi. não tava chovendo, não tava frio, não tinha show internacional algum no dia... que mal. SILLY COW: fiquei impressionado. nunca os tinha visto tocar. sonzeira pesada e performace de palco muito boa. hardcore porrada curto e grosso. cover mal cantada de california uber alles. vocalista: "foda-se o hardcore melodico!" MILHOUSE: o show dos caras estava bem divertido, apesar de no palco eles não agitarem muito. quem tava mais solto era o vocal e o guitarra. o baixista tava com cara de quem não tava curtindo muito e o batera parecia meio inseguro. ACK: pra começar, o guitarra ficou grudado com o pedestal do microfone gritando pelo palco pois tava tomando um chocão! passado o susto e depois de resolver um monte de problemas "técnicos" do local, os caras comecaram a tocar. MEU, que sonzeira!! os caras em cima do palco são muito animais cara, nota 10 mesmo! o foda era as músicas serem em inglês(sera'?) não entendi bulhufas... mas os backvocals tavam muito afinados, massa pra caralho, foram a banda da noite. THE JERKS: pra mim não foi novidade alguma ver o show deles, mas vamo lá. como sempre teve o indefectível e sempre presente coro da galera: "otaaaavio viaaaado" em homenagem ao vocalista. foi o show que o pessoal mais agitou, pois as músicas eram em português e a maioria já conhecia, então foi um ensaio-show-agito muito divertido. aquela putaria toda de todos subindo no palco toda hora, cantando tudo errado, derrubando tudo, um show digno do THE JERKS, uma alternativa mais punk-esculachada pro hardcore melódico imperante.

28 Mai 1998 - studio1250 - NO MILK TODAY, ANÕES DE JARDIM e LAGWAGON(eua)

o NO MILK TODAY foi a primeira vez que vi os caras, que são das antigas mesmo. sonzeira, os caras tava muito seguros no palco e mandaram bem durante uns 20 min. pena que sei lá, todo mundo sá queria ver o "lag" e o show dos caras foi meio apagado... depois vieram os ANÕES DE JARDIM, era o lançamento do primeiro cd dos caras. pena que só tocaram também uns 20 min. aliás pena nada, falei com o vocal depois do show a respeito da velocidade das suas músicas e ele me explicou que como só tinham 20 min pra tocar, tocaram tudo mais no gás pra tocar mais musicas. tesão pra caralho!! como o guitarrista deles não foi, o baixista assumiu a guitarra e o baixista do ADJUSTMENT quebrou o galho no baixo. enfim, os gringos do LAGWAGON. não só no show deles, mas no geral o som tava um cu, pois como é uma casa de tuxituxi, tava tudo MUITO GRAVE, com o bumbo e o baixo cobrindo tudo. a vozinha do vocalista (que já estava rouca) nem aparecia, e ele tentava gritar em vez de cantar e também não aparecia. e tinham AS MERDAS dos malas que subiam no palco (que tinha uns 2,5 de altura, que bosta) e ficavam pulando lá em cima feito uns retardados e acenando pra galera e se cumprimentando (toca aqui cara) e fazendo gestos desconcertantes e descompassados tentando imitar o guitarrista e tentando cantar músicas que não sabiam as letras, PATÉTICO. os caras da banda zoaram um monte da cara deles dizendo que aquilo era uma "theater dance" e "those fucking kids bla bla bla". mas daí do meio pro final, os caras pararam um pouco de subir no palco e a banda ficou mais a vontade e começou a realmente fazer o "show". o baixista tava rindo o tempo todo e agitava muito massa, e vocalista fazia umas poses engracadas se retorcendo e fazendo caretas. o batera, puta merda, aquele cara é um cavalo. o cara detonava a coitadinha da bateria, descia o cacete nos pratos e ainda por cima tocava todas as músicas BEM mais rápido do que a gravação do CD e ainda com um pé só, sem pedal duplo... um absurdo. ah! ele pediu prum panqui/poser que tava por lá cantar "angry days", que foi muito massa, (ah! o panqui tava com o encarte do cd na mão lendo a letra...), ofereceram "brown eyed girl" pruma guria que tava em cima do palco e ela foi dançar aquele comecinho devagar com o vocal lá na frente, um cara pediu pra eles tocarem a música "leche con carne" do nouse (??!) e os caras se cagaram de rir... no fim foi divertido. o som tava palha mas foi divertido.