Trilha do Pinhão - PR (Jipe 4×4)

E aqui está um relato fotográfico comentado da Trilha do Pinhão, um passeio anual tradicional para jipeiros curitibanos, que após um dia inteiro de trilha, são recompensados com uma poderosa sopa de pinhão e um acampamento no meio do mato.

Esta foi minha primeira vez no passeio, dia 30 de Junho de 2001, a convite do primo Júnior, que é o dono da Toyota vermelha que aparece na foto do retrovisor.

Essa "trilha" é na verdade uma festa, pois não tem dificuldades no caminho, a velocidade é de cruzeiro, e tinha até um "carro-madrinha" com caixas de som enormes no teto tocando música caipira durante todo o passeio. Êêêêêêê trem bão!

Nesse ano tinha muita gente, mas MUITA mesmo, eu acho que devia ter uns 100 jipes (sem exagero) na fila indiana que se formou desde a largada.

Os jipes preparados para a largada, em frente ao parque Barigüi. A saída foi logo de manhã cedo e a fila de jipes estava imensa, estávamos bem no começo. O clima estava frio (pra variar) mas estávamos lá firmes e fortes.

E logo em seguida já estamos embrenhados no meio do mato. Cada jipe ganhou um papel com indicações sobre a trilha, como para que lado ir nas bifurcações, distâncias entre marcações... Isso tem um nome, planinha, não... Esqueci...

A trilha é fácil, mas alguns barrancos enlameados garantem a emoção do passeio. Esse trecho em especial acho que foi a única parte não fácil do passeio, onde alguns jipes sofreram pra subir. A powertoyota passou direto hehehehe

Mais ou menos no meio do caminho, subimos, subimos e quando percebemos, estávamos em cima de um morro! Parada obrigatória para apreciar a beleza do local

É muito massa estar com o carro parado no meio do nada. No deserto do Atacama é assim também: 360 graus de nada. Ahhhh o nada... Nada como o nada. O nada é o tudo nesses momentos...

E como tinha muita gente, toda hora era a filinha indiana de jipes. Às vezes quando um braço torto, er, digo, quando um ágil motorista de jipe tinha dificuldades de passar por algum local, lá ficávamos parados na fila esperando nossa vez...

No caminho também passamos por uma pedreira ou algo assim... É um grande buraco escavado no chão onde deveria ter natureza... Caminhões carregando terra...

Ufa! Aqui já é do ladinho de onde finalmente vamos comer a tal da sopa de pinhão. O sol já está se pondo e a Toyota está linda, marrom :)

A sopa de pinhão? Eu não gostei. Mas como sou chato não me tome por base :)

Gostou desse texto? Aqui tem mais.

#compartilhe: Twitter, Facebook, Google+

comments powered by Disqus