Destacar espaços inúteis no código

Costumo prestar atenção aos detalhes e sou perfeccionista. Essa combinação, apesar de gerar resultados positivos, é um calvário para o praticante, pois às vezes perco muito tempo trabalhando em “coisas que ninguém vai perceber”.

Quer um exemplo? Veja se você consegue perceber o problema no código JavaScript a seguir:

function mySort(a, b) { 
	
	if (a < b) {
		return -1;
	} else if (a > b) {
	 	return 1;
	}
	return 0;	
}

Olhando assim não tem como perceber, mas este pequeno trecho de código não possui apenas um, mas QUATRO PROBLEMAS GRAVÍSSIMOS!!! </drama>

  1. Um espaço em branco inútil no final da primeira linha
  2. Um Tab inútil na segunda linha, que era para ser vazia
  3. Um espaço inútil entre os dois Tabs da linha “return 1”
  4. Um Tab inútil no final da penúltima linha

Vai selecionando devagar com o mouse que você verá.

Atualização: O chato do WordPress estragou minha brincadeira. Ele removeu do código os Tabs inúteis na hora de salvar o post. Tentei colocar de novo, mas ele sempre tira. Viu como não sou só eu que não gosta deles? — WordPress removido, problema resolvido :)

Tá, eu sei. Estes espaços excedentes não influem em nada no funcionamento do programa e removê-los não vai fazer diferença. Até a economia de bytes, que poderia ser um argumento para a limpeza, é irrisória.

Irrisória! Faz anos que eu não digito essa palavra. Irrisória. Irrisória. Irrisória. Pronto, matei a saudade :)

Mas eu detesto ter qualquer coisa “sobrando” em meus códigos, então estes espaços em branco são inadmissíveis. Geralmente uso uma expressão regular para vasculhar o código e remover todos estes espaços:

^(\t+ | +\t)|[\t ]+$

Traduzindo: Procure espaços e Tabs misturados no início da linha, ou por qualquer combinação de Tabs e espaços no final das linhas.

Mas é claro que eu esqueço de fazer esta pesquisa e os famigerados espaços parasitas acabam ficando no código.

Eu poderia configurar o SVN para disparar um shell script que remove estes espaços a cada commit, mas tenho preguiça de procurar como se faz isso. De qualquer forma, isso eliminaria o prazer de fazer a limpeza eu mesmo.

Tipo se orgulhar de ver a casa limpa depois da faxina que você mesmo fez. Quando a faxineira limpa não tem essa emoção.

Perdoem-me pelo imperdoável deslize anti-automação, mas essa tarefa eu gosto de fazer “na mão”. Assim sendo, nada melhor do que configurar o editor de textos para destacar em uma cor diferente estes espaços, para que eu possa apagá-los um por um, sem piedade.

Aleluia! Finalmente consegui chegar no assunto do post :)

TextMate

Sabe quando você vê uma barata, dá aquele alerta interno e você tem que agir rápido? Tenho uma sensação parecida cada vez que vejo um vermelhinho destes em meus códigos. Apaga! Apaga! Apaga!

Eu uso o TextMate, e é fácil configurá-lo para destacar estes espaços inúteis, usando a expressão regular mágica. Abra o Bundle Editor (⌃⌥⌘B), escolha a linguagem, e encontre o item cinza marcado com a letra L. No conteúdo dele, já no início tem um array chamado patterns. Ali dentro você vai colar as seguintes linhas:

{	name = 'invalid.js';
	match = '^(\t+ | +\t)|[\t ]+$';
},

Aperte o botão Test para salvar, os vermelhinhos já vão aparecer em seus códigos. Você pode fazer isso para outras linguagens, basta repetir o procedimento, trocando js pelo identificador da outra linguagem.

Vim

Já faz alguns anos que parei de usar o Vim, mas ainda tenho aqui no meu vimrc a linha mágica que eu usava para mostrar os espaços inúteis:

" Mostra os espaços em branco inúteis no final da linha
au BufNewFile,BufRead * syn match brancomala '\s\+$' | hi brancomala ctermbg=red

Fica como lição de casa para o leitor atualizar a expressão regular para também pegar os espaços no meio dos Tabs do início da linha ;)

Outros

E você, usa algum outro editor de textos?

Compartilhe conosco nos comentários a sua dica de como fazer esta configuração!

— EOF —

Gostou desse texto? Aqui tem mais.

comments powered by Disqus