Site? Blog? Ambos.

Trabalhei bastante nas últimas semanas para tornar realidade algo que há muito tempo eu desejava: unir o site e o blog.

Tinha o blog, o lugar onde eu gosto de contar histórias e interagir com os leitores nos comentários. Ele já mudou de endereço e de servidor algumas vezes, possui um feed RSS para os leitores acompanharem as novidades e roda em cima do popular WordPress. Ele é moderninho, dinâmico.

Tinha o site, o lugar onde desde 1999 coloco artigos, tutoriais, nerdices e textos pessoais, numa salada de arquivos estáticos que criei um por um, digitando código HTML ou usando o txt2tags. Não há comentários, nem interação, nem feed. É um site “old school”.

São dois bichinhos bem diferentes.

Eu sempre fiz sites. Era como escrever um documento no Word, normal. Então apareceu o tal do blog com aqueles conceitos revolucionários de interatividade e coletividade, que fugiam do que era o conceito de site da época: uma central de informações com um autor que escreve e vários leitores que leem, numa via de mão única. O direito de escrita para os leitores era confinado a um cantinho escuro do site chamado Guestbook, o livro de visitas.

É engraçado perceber a mudança, mas hoje não me faz sentido ter um site que não tenha espaço para comentários no final de cada artigo. A opinião dos leitores enriquece o texto, incentiva o autor e torna mais humana e divertida toda a brincadeira.

Aproveitando: muito obrigado a todos que comentam!

Além dos comentários, outra vantagem do blog (e do WordPress, principalmente) são os plugins, menus, widgets e toda a parafernália nerd que dá inteligência, integração e dinamicidade ao site. Poder listar um feed ou os últimos tweets na barra lateral, é muito legal.

Eu queria ter tudo isso também no meu site.

Comecei a pensar em alternativas para deixar o site estático mais… dinâmico. E quanto mais eu pensava, mais o conceito de blog e site se embaralhavam, se mesclavam, e no fim, pareciam uma coisa só. Afinal, qual a grande diferença de um site dinâmico e de um blog? Eu já escrevo de maneira informal em ambos mesmo, então os detalhes tecnológicos são irrelevantes.

É isso. Vou tentar juntar o site e o blog em um só.

E assim começou minha jornada para a integração. Pensei, pesquisei, rabisquei, testei. Repeat.

Site + Blog = Ambos

Site + Blog = Ambos

O caminho é longo e falta muito para uma integração de fato, mas o primeiro grande passo foi dado em 03/03/2011: juntei. O site estático com seus milhares de arquivos e o blog WordPress, agora ambos funcionam simultaneamente na raiz do domínio aurelio.net.

Os detalhes técnicos (nerds) desta junção eu coloquei em um artigo separado, já estreando a criação de uma página dinâmica fora do blog: Site estático e WordPress juntos na raiz do domínio.

Tá, mas direto ao ponto, o que muda para você, leitor?

  • Se você já conhece o site, nada muda. Os endereços permanecem os mesmos, o leiaute também.
  • Se você acessa o blog, agora ele está de cara nova e endereço novo: aurelio.net/blog/. Mas não se preocupe, todos os endereços antigos serão redirecionados automaticamente para os endereços novos, graças ao santo htaccess.

O blog continua no WordPress e o site continua estático, mas o plano de longo prazo é que fique tudo (ou pelo menos a maior parte) dentro do WordPress. Vou fazer a migração aos poucos, com calma.

Para agilizar a integração hoje, enquanto ainda uso tecnologias diferentes para ambos, o menu do blog agora conta com vários links para conteúdos que estão no site. A caixa de pesquisa também funciona para ambos. E a página principal do site ficou uma mistura de WordPress e do que era a antiga versão estática.

Para o futuro próximo, você pode esperar ver páginas que hoje são estáticas, serem integradas ao WordPress e ganharem comentários, além de todos os benefícios dinâmicos já citados. Os endereços terminados em .html vão mudar, mas farei o redirecionamento automático. As áreas nerds (shell, vim, sed, etc) serão as últimas da fila, pois hoje dependem bastante do txt2tags.

Bem, é isso. Um texto chato para a maioria, mas muito importante para mim. O site/blog é um dos meus mais preciosos patrimônios, que construí do zero e já dediquei infinitas horas de trabalho – só nessa integração foram 125h. Estou muito satisfeito com este primeiro passo, e espero um dia poder avisar aqui que a integração está completa.

E agora chega de textos institucionais! :)

— EOF —

Gostou desse texto? Aqui tem mais.

comments powered by Disqus