Transferir bônus do Pula-Pula para torpedos (ou dados)

Resisti muito anos aos encantos do celular. “Todo o mundo” tinha e eu não.

Todos meus amigos tinham, os colegas do trabalho, os caras da banda, os parceiros de carve e de escalada. As “amigas” tinham. Meus familiares tinham, os tios, os primos, minha irmã, meu padrasto, meu cunhado. Até minha mãe, a pessoa mais antitecnologia que conheço, também já tinha.

“P… piá, quando é que você vai comprar uma m… de celular?”

Era uma queixa que eu ouvia sempre.

Mas eu era feliz com o telefone público, não sentia necessidade de ter um celular. No trabalho tinha telefone fixo, em casa também. Eram suficientes. Também não me agradava a idéia de poder ser importunado por qualquer um a qualquer hora. Privacidade é importante.

Mas há cerca de um ano e meio mudei-me para Matinhos e aqui não tenho telefone fixo. Iniciei a (curtíssima) carreira de fotógrafo de surfe e precisava de um telefone para que os surfistas pudessem me encontrar e comprar as fotos.

O Gabriel (meu padrasto) me emprestou seu celular. Nokia 1100.

Droga. Vou ter que usar um celular. Droga. Vou deixar sempre desligado. Não, mas daí não vou vender nenhuma foto. Droga. Sabe que esse relógio na tela até que é útil. Ah, mas eu não vou ficar carregando essa porcaria no bolso. Nem a pau. Pipi, pipi. Ei, recebi uma mensagem. SMS é o nome, né? Legal. Como responde? Putz, que droga digitar aqui, vai demorar um século. Mmmmm, nesse modo ele completa as palavras, massa. Pipi, pipi. Outra mensagem. Aperta, aperta, aperta. Sabe que isso de mensagem do celular é legal? Parece MSN. Pipi pipi. Outra! Pipi pipi pipi pipi pipi… Como diria o Sérgio Mallandro: Rá!

Pronto. Viciei em mensagens de celular.

Esse celular tem aquele plano Pula-Pula da Brasil Telecom. Lembro daquele ator Global anunciando o lançamento desse plano na propaganda da TV. Como soava ridículo ele falar “pula pula” tentando fazer cara de sério. Até hoje acho esse nome ridículo. Mas enfim, é um pré-pago pula-pula. Ganho bônus (créditos em reais) para cada ligação que recebo. Quanto mais papo, mais bônus. E viva o telemarketing!

Como nos primeiros planos não havia limites de bônus a receber, é comum eu ganhar algumas centenas de reais todos os meses. Só recarrego o celular com 30 reais a cada três meses porque sou obrigado, senão perco o bônus.

Não acredita? Vou transcrever aqui a mensagem que recebi no dia 5 de Maio de 2007: “Voce recebeu R¤ 395,02 pela Promocao Pula-Pula. Consulte seu saldo atraves do Menu BrT do seu celular.” :D

Hold down Beavis, finalmente chegamos na dica.

Só que tem a pegadinha que para mandar mensagens é usado o saldo principal e o de torpedos, mas o SMS não usa o bônus! Então é comum zerar o saldo principal e não poder mais enviar torpedos, mesmo tendo trocentos reais em bônus.

Ah, e pelo menos aqui, mesmo sem créditos para SMS o celular diz que a mensagem foi enviada, mas na verdade ela nunca vai chegar no seu destino. Sacanagem. As moças reclamaram. Demorei até encontrar a causa do problema.

Nerd escolado, fucei os menus do telefone até encontrar o que eu queria: uma maneira de transferir parte do bônus para os créditos de torpedos. Não é difícil, mas está escondido.

Após ter explicado esse procedimento para várias pessoas e ter ouvido respostas como “Cara, que maaaaaaaaassa” e “Ó, você mudou minha vida”, resolvi colocar as instruções aqui no blog para o deleite dos não-nerds.

Agora é verdade, a dica vai começar ;)

Pegue seu moderníssimo celular Pula-Pula da Brasil Telecom (se for outro plano ou outra operadora, não sei) e vá entrando nos menus, nesta ordem:

Menu > Menu BrT GSM > Pre-Pago > Outras Opcoes > (espera) > Transf Saldo > (espera)

Note que nos dois últimos itens aparece uma tela escrito “Processando” que demora um tempinho para sair. É o teu celular conversando com os supercomputadores da empresa telefônica. Não atrapalhe a conversa, controle seus dedos e não aperte nenhuma tecla.

No final deste percurso, vão aparecer na tela os seus saldos atuais, por exemplo:

Saldos:
Bonus: R$ 10,00
Torpedo: R$ 0,00
Dados: R$ 0,00

Certo. Então estou zerado nos torpedos mas tenho 10ão de bônus. Vamos transferir metade do bônus (dá cinco reais, fiz sem calculadora, aloco!) para o saldo de torpedos.

Primeiro aperte OK. Agora você vai escolher o destino dos bônus a transferir, tem “Torpedo” e “Dados”. Estou fazendo o exemplo para torpedos, mas se você usa transmissão de dados, o procedimento é o mesmo. Escolha e aperte OK.

Valor a transferir:

Digite o valor a ser transferido. Em nosso exemplo de cinco reais, basta digitar 5 e apertar OK. Vai aparecer:

Resultado:
Transferencia de Saldo efetuada com sucesso!
Bonus: R$ 5,00
Torpedo: R$ 5,00
Dados: R$ 0,00

Está feito. Aperte OK para voltar ao menu e agora pode continuar gastando as pontas dos seus dedos no tecladinho minúsculo do seu celular joiado!

Atualização em 3 de março de 2008: O leitor Deivide informou que a opção de transferência pode aparecer em um local alternativo:

Menu > Menu BrT GSM > Pre-Pago > Recarga > (espera) > Transf Saldo > (espera)

— EOF —

Gostou desse texto? Aqui tem mais.

comments powered by Disqus