ZZ Ao Vivo – Um concerto de 10+10 dedos

As Funções ZZ coitadas, já estavam há mais de um ano carentes de atenção. Foram esquecidas em um canto escuro, atrás de uma poltrona empoeirada no sótão do celeiro. Aos poucos foram definhando, quebrando um pedacinho aqui, outro ali. Das 69 partes que compunham o pacote, mais de 20 danificaram-se nesse período.

Era necessário agir.

Segunda-feira, 13 de Novembro de 2006. Matinhos e Porto Alegre conectadas. De posse de suas ferramentas de trabalho, cada qual em sua cidade e comunicando-se por mensagens escritas, os criadores concertaram a criação. Ou seria criatura?

Não foi fácil, nem rápido.

Quase oito horas se passaram entre o primeiro contato e último retoque. Uma noite de primavera com ventos gelados de inverno. O ritmo foi intenso. Dedos cansados, mentes a mil. A sintonia e sincronia precisavam ser perfeitas para que nada saísse errado.

Um dueto solitário ao vivo, sem maestro nem público.

Baseado em uma história real ;)

— EOF —

Gostou desse texto? Aqui tem mais.

comments powered by Disqus