Baterna – Curso de Bateria Online e Gratuito

Que tal aprender a tocar bateria AGORA?

Eu aposto que você consegue. Daqui alguns minutos você vai estar tocando um Rock básico. Duvida?

O Baterna é um curso diferente, que ensina a mecânica do movimento, abstraindo toda a teoria musical. Esqueça partituras, notas musicais, tom, afinação. Você aprenderá na prática como entender e executar os ritmos básicos, de maneira clara e direta.

Não é preciso pagar nem comprar nada. Não é preciso ter uma bateria. Não é preciso nem sair de sua cadeira, você tocará aí mesmo.

Se você gostar e perceber que leva jeito, pode então partir para o segundo passo de tocar em uma bateria de um conhecido, procurar um professor em sua cidade ou até comprar sua própria bateria. O Baterna te ensina o básico, desmitificando a lenda que tocar bateria é difícil.

Lembre-se: não é preciso saber teoria para aprender a andar de bicicleta, por que com a bateria deve ser diferente? São movimentos coordenados, nada mais.

Ué, está esperando o quê? Vai lá tocar! Depois volte aqui para contar como foi.

Depoimentos:

  • Cara! Muito Massa! É tudo bem explicado até os mínimos detalhes. Depois dessa aula, quem não aprender, é porque não quer! Parabéns! — Jean
  • Caraca, adorei… Fiquei que nem uma doida treinando, batendo em tudo… rsrs Gostei muito das aulas! — Débora
  • Por causa desse curso tô tocando em 2 bandas de Hardcore, uma estilo DFC e outra um pouco mais leve. — Thiago
  • Muito obrigado, se não fosse este curso eu não saberia tocar bateria. Hoje eu sou o baterista oficial da minha igreja. — Daniel
  • Muito bom o curso, intuitivo, dinâmico e fácil, Até a minha vó toca! hehehe — Allan Peterson
  • Muiiiito bom cara. Parabéns. Faço aulas há +/- 2 anos e sinto que não progredi muito, tenho dificuldade com tempo, porém, se tivesse utilizando esse seu método no início, hoje poderia me considerar um baterista. — Claudimir
  • Sensacional… Parabéns! Pode ter certeza que perdi todo o bloqueio e receio de aprender a tocar, pois na minha concepção, isto só poderia acontecer quando tivesse a oportunidade de comprar uma bateria. — Edmilson
  • Gostei muito do curso. Na verdade, no começo não botei muita fé, pois quanto a não precisar de partituras e nem de teorias isso eu discordo. Mas, no curso pude aprender novas técnicas, relembrar regras de outros cursos, conhecer novos ritmos musicais. — Villly
  • Tenho 42 anos e comprei uma bateria infantil pros meus filhos Bianca de 11 e Lucas de 6. Logo em seguida procurei ajuda na Internet para aprender e ensinar meus filhos e encontrei suas aulas. Coloquei a bateria perto do computador e minha filha, muito boa de ritmo, sentou no banquinho e foi acompanhando perfeitamente suas aulas. Confesso que fiquei emocionado, por isto resolvi te escrever e te deixar uma mensagem. — Aguinaldo
  • E eu comecei essa semana e tô me adaptando super bem! Sou músico. Toco percussão mas não toco bateria. E comecei aqui e achei massa. — Bruno Guerra
  • Essa instrução mais simplificada meu professor não me ensinou. Por isso, eu estava com dificuldades. Muito obrigada, se não fossem vocês o Baterna eu não encontraria um jeito fácil para aprender do “meu jeito”, que eu me adaptasse. — Marília Reis Aibe
  • Eu já tocava bateria antes, mas fiquei uns anos afastado. Então me chamaram pra uma banda, aí pra me aperfeiçoar ainda mais, eu estou acompanhando as suas aulas. Te agradeço cara, por essa oportunidade. — Genilson
  • Tenho uma batera em casa e sinceramente não sabia nem por onde começar… Mas olhar para ela todo dia e ver que ela estava abandonada no escritório, me dava muita tristeza. Resolvi procurar na net um jeito de fazê-la vibrar. Achei o Aurélio! Despretencioso, com uma idéia curiosa e que me ajudou a tomar posse finalmente do meu presente maravilhoso. Obrigada pelo empurrão inicial que você me ajudou a dar no meu aprendizado musical. — Rogelia Souza
  • Sua visão simplista incentiva a turma a começar. Isso é o que interessa! Depois o batera pesquisa, toca, se aprimora e vai em frente. Obrigado. Faço parte da turma que precisava desmistificar e pegar embalo. — Carlos Ferreira
  • Cara, sou batera também e sua idéia é ótima, só assim o pessoal pode ver se gosta ou não do instrumento e ainda pega noção de ritmo, que é o mais importante. — Renato
  • Eu sempre tive sérios problemas com cursos de bateria porque meus professores eram machistas, então acabei desistindo… Mas mermão agora tu me deu um gás!!!! Voltei a treinar em casa mesmo (sem a batera!!! rsrs) e tô super feliz!!! — Isis
  • Caramba rapaz… Eu conheci o site hoje, mas já estou sendo chamado de louco aqui no serviço, pois estou aqui no tiss tumm, tiss ta tiss tummm… — Luiz Mendes
  • Muito bom o seu método. É simples, prático, original, curioso e até ajuda leigos e avançados. Disciplina de maneira lógica, pela percepção, o ouvido e o toque em nós mesmos. Fazemos sons, somos música. Somos sons. — Rose
  • Esse método prático e totalmente isento de teorias musicais faz com que o interessado possa chegar mais perto da música do que se pode imaginar, alcançá-la, desfrutá-la e com certeza depois ficará bem mais viável intensificar seus estudos em métodos mais complexos, fantástico pra galerinha que quer se divertir brincando e aprendendo! — Vanessa
  • Cara, muito bom, curti mesmo… Já sou batera, e você conseguiu colocar um material legal e fácil de aprender… — Igor Lucatto
  • Muito legal. Bem interessante. Tá ajudando muito a nós e a nossa banda. Valeu! — Will, LM, Manú
  • Esse método é eficiente sim, pois eu comecei tocando dessa forma: tocava no ar, nas almofadas, nas pernas em todo lugar que desse; os amigos achavam que eu tava ficando maluco. Mas é assim mesmo, quando você quer alcançar um objetivo algumas vezes tem que passar por ridículo, o fruto vem depois. — Valsan
  • Achei muito bom! Já apliquei os exercícios na bateria e ficou muito fácil de executar! Valeu. — Marcos Dalla
  • Tua idéia é sensacional! Eu tenho 15 anos, eu nem sabia por onde começar, mas agora… — Dickson
  • Mano, muito bom, aprendi a tocar em 30min! Eu num tinha coordenação motora, fui pegando e quando terminei fui pra um estúdio sozinho, e fiquei viajando lá e aprendi muitas coisas. — Felipe
  • Sempre achei legal bateria, tenho amigos com banda, amigão com bateria em casa, mas sempre achei que não possuía a “descoordenação motora” suficiente para bater o pé e as mãos em ritmos diferentes. Testei seu método, passei para os outros ritmos e achei muito bom. Fácil! — DW
  • Nossa cara! Muito tri². Cheguei no meu primo e disse que sabia tocar bateria, ele duvidou aí eu peguei a bateria dele e saí tocando! Claro que é um pouco diferente, às vezes eu errava, mas meeu, muito tri essa idéia, vou divulgar aqui pra galera de Porto! — Thays
  • Eu não tinha praticamente noção nenhuma, e agora to tocando Metallica, Cazuza, War, Hoobastank-the reason. — Isabela
— EOF —

Gostou desse texto? Aqui tem mais.

comments powered by Disqus