Relato, fotos e vídeos do campeonato de carveboard

Sexta passada subi a serra e fui até Curitiba para competir no campeonato de carveboard no sábado e ir no show do Strung Out no domingo.

O show foi adiado e sexta à noite a chuva desabou sobre a cidade. “Sem show, asfalto molhado. Perdi a viagem”, pensei. Fui dormir frustrado.

Mas eis que o sábado amanhece congelante, mas com céu aberto e… asfalto seco! Eufórico, peguei o esqueitão e fui até São José dos Pinhais.

Cheguei às 9 da manhã e já estava tudo pronto: rua fechada pela polícia, sonzeira rolando e barraca da organização montada. Com a ladeira liberada e pouca gente descendo, me acabei de brincar, em uma hora já estava exausto. O pessoal foi chegando aos poucos e a competição só começou às 11h.

Foi um dia inteiro de baterias amigáveis e todos torcendo por todos, com drops animados nos intervalos. Quem não foi perdeu (né Nissin? né João?). Lá por 17h foi a entrega dos prêmios. Depois tudo acabou em pizza, em um rodízio :)

Atletas do campeonato

Resumão

Atletas

Ao todo foram 21 competidores, sendo três mulheres. Superou em muito minhas expectativas. Vieram até alguns gringos de Itajaí, Ponta Grossa e São Paulo. O nível e estilo dos atletas variava, mas a maioria tinha um bom domínio do carrinho.

Clima

O clima era de festa, uma grande confraternização ao invés de uma briga pelo título. Gritos, aplausos e torcida para todos. O locutor animou o pessoal fazendo piadinhas, dando apelidos (ganhei dois: “dogtown” e “pé-sujo”) e descrevendo as manobras com empolgação.

Baterias

Começou no estilo livre, com cada um descendo a rua duas vezes, sendo avaliados agilidade, estilo e manobras. Depois era duelo de ziguezagues nos cones, ganhando quem chegava primeiro, em melhor de três. Depois estilo livre novamente, depois cones e terminou com estilo livre. Sempre afunilando, eliminando competidores a cada etapa.

Estrutura

Três juízes para dar notas, dois juízes de prova. Muitas máquinas fotográficas e filmadoras. Veio uma equipe de tevê também. Sonzeira de qualidade que variava entre cool (Jack Johnson, Bob Marley, Red Hot) e hardcore (Bad Religion, Millencolin, Dead Fish). Galão de água, banheiro na padaria da esquina, ambulância para emergências. Foi tudo 10, parabéns aos organizadores!

Resultados

Feminino

  1. Ana Eliza Teixeira Santos
  2. Maria Izabel Ribas Valduga
  3. Christiane da Silva Beims

Masculino

  1. Leonardo “Formiga” Bittencourt
  2. Ulisses “Nescau” Adriano Correia
  3. Pietro Tadeu Fernandes de Oliveira
  4. Daniel Tosin
  5. Aurelio Marinho Jargas \o/
  6. Carlos Alberto Artigas Lima
  7. Rodrigo Thur
  8. Pedro Henrique Ribas
  9. Humberto Maito Neto

Nerd cava

RootsRepresentando a classe nerd neste evento social, terminei na quinta colocação, deixando de ir para a semi-final por apenas 0,03 pontos. Foi quase!

A maioria dos competidores curte dar rasgadas, arrastando os pneus. Eu não curto (e não sei fazer :) Prefiro o estilo Z-boy de base baixa e mão alisando o asfalto.

Não gosto de acessórios, mas era obrigatório usar capacete, luva, joelheira e cotoveleira. Também não me deixaram competir descalço :)

Vídeos

Vídeo oficial da Prefeitura da cidade, que ficou muito bom. É um resumo de tudo. Eu chego junto com a música :)

Vídeo mostrando vários atletas em suas baterias. Aos 2min30s mostra minha última bateria, em que era obrigatória uma “manobra expressiva”. Isso não é comigo, então saiu o que saiu…

Mais informações

— EOF —

Gostou desse texto? Aqui tem mais.

comments powered by Disqus